Política

Deputado volta a negar agressão a servidora: “Vou tomar medidas cabíveis”

Em entrevista à Rádio Metrópole, na manhã desta segunda-feira (21), o deputado estadual Pablo Barrozo (DEM) voltou a negar qualquer tipo de agressão física a uma servidora pública municipal na última sexta-feira (18). [Leia mais...]

[Deputado volta a negar agressão a servidora: “Vou tomar medidas cabíveis”]
Foto : Divulgação/ Assembleia Legislativa da Bahia

Por Matheus Morais no dia 21 de Março de 2016 ⋅ 09:57

Em entrevista à Rádio Metrópole, na manhã desta segunda-feira (21), o deputado estadual Pablo Barrozo (DEM) voltou a negar qualquer tipo de agressão física a uma servidora pública municipal na última sexta-feira (18). A servidora pública Marizete Pires relatou à 3ª Delegacia Territorial, no Bonfim, que Barrozo queria entrar no prédio da Secretaria Municipal de Saúde e, como não tinha o nome na lista, foi barrado pelos manifestantes. Na sequência, ele teria agredido verbalmente e fisicamente a servidora. 

“Não houve agressão física à ninguém, respeito os servidores públicos. Fui a uma audiência com o secretário, fui barrado, algo ilegal. Eu vi pessoas do PCdoB capitaneando esse movimento. Um documentou caiu da minha pasta, uma das pessoas pegou esse documento, era à luz do dia, o meu motorista foi pegar o documento e houve o começo de um empurra empurra. O que eu posso fazer é me reunir com os meus advogados e vou entrar com as medidas cabíveis. Nome eu só tenho um”, disse. 

“Houve uma discussão porque tinha gente protestando, tinha 50 pessoas na porta, estava eu, meu motorista e assessoria de imprensa. Eu tenho tido uma postura combativa ao partidarismo dentro de alguns sindicatos. Tenho certeza que é uma resposta à minha atuação na Assembleia Legislativa. Quando tiver algum julgamento da justiça, vou informar à Rádio Metrópole e aos veículos de comunicação”, ressaltou. 

Notícias relacionadas