Política

STF autoriza três novos inquéritos contra presidente do Senado

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Teori Zavascki autorizou nesta segunda-feira (21) a abertura de três novos inquéritos contra o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), para investigar o suposto envolvimento do peemedebista na Lava Jato. Relator da operação na Suprema Corte, Teori atendeu a pedidos da Procuradoria-Geral da República e da Polícia Federal. O ministro abriu inquérito para apurar trecho da delação premiada de Carlos Alexandre de Souza Rocha, o Ceará, entregador de valores do doleiro Alberto Youssef. [Leia mais...]

[STF autoriza três novos inquéritos contra presidente do Senado]
Foto : Antônio Cruz/Agência Brasil

Por Matheus Simoni no dia 21 de Março de 2016 ⋅ 19:55

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Teori Zavascki autorizou nesta segunda-feira (21) a abertura de três novos inquéritos contra o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), para investigar o suposto envolvimento do peemedebista na Lava Jato. Relator da operação na Suprema Corte, Teori atendeu a pedidos da Procuradoria-Geral da República e da Polícia Federal.

O ministro abriu inquérito para apurar trecho da delação premiada de Carlos Alexandre de Souza Rocha, o Ceará, entregador de valores do doleiro Alberto Youssef. Segundo ele, o pemeebedebista teria recebido cerca de R$ 1 milhão em propina. Com isso, Renan Calheiros agora é alvo de nove inquéritos da Lava Jato no STF.

O senador será investigado por lavagem de dinheiro e corrupção. De acordo com a PGR, suspeita-se de que houve um repasse, "de forma oculta e disfarçada, de vantagem pecuniária indevida ao parlamentar". Em outro despacho, do dia 16 de março, Teori atendeu outro pedido do procurador-geral da República, Rodrigo Janot, e da Polícia Federal, pedindo a divisão do inquérito inicial que investigava o peemedebista e o deputado Aníbal Gomes (PMDB-CE), para abertura de duas novas linhas de investigação sobre o envolvimento dos congressistas com o esquema de corrupção da Petrobras.

Notícias relacionadas

[Moro prorroga atuação da Força Nacional em Moçambique]
Política

Moro prorroga atuação da Força Nacional em Moçambique

Por Matheus Simoni no dia 22 de Abril de 2019 ⋅ 09:20 em Política

A ajuda humanitária foi enviada a Moçambique após o país ficar devastado em março após a passagem do ciclone Idai, que afetou cerca de 1,85 milhão de pessoas e deixou mai...