Política

Lúcio diz que quem não apoiar decisão do PMDB pode ser expulso

O deputado federal Lúcio Vieira Lima (PMDB) afirmou na tarde desta segunda-feira (28), em entrevista à Rádio Metrópole, que o PMDB deve mesmo desembarcar do governo Dilma. [Leia mais...]

[Lúcio diz que quem não apoiar decisão do PMDB pode ser expulso]
Foto : Tácio Moreira/ Metropress

Por Matheus Morais no dia 28 de Março de 2016 ⋅ 12:27

O deputado federal Lúcio Vieira Lima (PMDB) afirmou na tarde desta segunda-feira (28), em entrevista à Rádio Metrópole, que o PMDB deve mesmo desembarcar do governo Dilma. A decisão será tomada na terça-feira (29) em reunião do diretório nacional do partido. “Eu não saio do PMDB porque é tudo que eles querem. Travei nesse primeiro mandato e, no início do segundo, uma luta interna e externa.  Estamos chegando em um ponto de conseguir a maioria, já temos isso para amanhã na reunião do diretório, o desembarque do governo. Aí fica aquela história. Quem quiser continuar, eu pessoalmente, sou a favor do pedido de expulsão, essa história que eu ouvi de licença, licença é conversa pra boi dormir, não existe isso, ou tá dentro ou não tá”, disse. 

“O PMDB tem que ter essa posição, estou indo para reunião do diretório e, com toda certeza, o Brasil pode ficar tranquilo, tomaremos as providências para nos afastarmos do governo e vai se entregar os cargos. A ministra da Agricultura já está negociando com o PSD para voltar para o partido dela e continuar ministra, ela sabe que no PMDB não pode continuar ministra”, completou. 

Segundo Lúcio, Dilma está indo para o tudo ou nada para evitar o impeachment. “Ela está fazendo de tudo. Nessa altura já devem estar sugerindo a ela que coloque 172 ministérios, para cada ministro que ela nomear para tentar protegê-la do impeachment. Uma altura dessa ela não está preocupada com o Brasil, com os brasileiros, com nada. Ela está fazendo de tudo apenas para não entrar para história como presidente que sofreu impeachment”, ressaltou.

Notícias relacionadas