Política

Passional, Prates chama piscina de "1º de abril" e exalta Festival da Cidade

Poucos políticos têm defensores tão ferrenhos dentro de uma Câmara Municipal como o prefeito ACM Neto (DEM). O vereador Léo Prates (DEM), seu fiel escudeiro, não perde uma oportunidade de defender o democrata.[Leia mais...]

[Passional, Prates chama piscina de
Foto : Tacio Moreira/ Metropress

Por Felipe Paranhos no dia 28 de Março de 2016 ⋅ 19:43

Poucos políticos têm defensores tão ferrenhos dentro de uma Câmara Municipal como o prefeito ACM Neto (DEM). O vereador Léo Prates (DEM), seu fiel escudeiro, não perde uma oportunidade de defender o democrata. 

Em sessão plenária nesta segunda-feira (28), Prates, com seu jeito exaltado de falar ao microfone, criticou a piscina olímpica a ser inaugurada pelo governo do estado na Av. Bonocô por esta supostamente não ter arquibancadas e vestiários prontos. "Confirmando-se isso, é uma inauguração 1º de abril", disse. 

Logo depois, dedicou-se a elogiar a programação do Festival da Cidade, que, segundo a Prefeitura de Salvador, é pago pela iniciativa privada. Ouça um trecho do discurso:

Notícias relacionadas

[Governo prepara MP para recadastrar armas irregulares]
Política

Governo prepara MP para recadastrar armas irregulares

Por Juliana Rodrigues no dia 16 de Janeiro de 2019 ⋅ 08:00 em Política

Ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, negou que a medida seja uma forma de anistia: "No governo do PT ninguém nunca chamou de anistia, por que vai chamar no governo do...

[Decreto da arma ignorou sete sugestões de Moro, diz coluna]
Política

Decreto da arma ignorou sete sugestões de Moro, diz coluna

Por Clara Rellstab no dia 16 de Janeiro de 2019 ⋅ 06:49 em Política

A sugestão de Moro era mais restritiva: previa a posse para duas armas, e não quatro; não prolongava automaticamente registros já concedidos para dez anos e exigia a comp...

[Senador Fernando Collor anuncia filiação ao PROS]
Política

Senador Fernando Collor anuncia filiação ao PROS

Por Clara Rellstab no dia 16 de Janeiro de 2019 ⋅ 06:28 em Política

Eleito em 1989 presidente da República, o primeiro eleito pelo voto popular após a ditadura militar, Collor comandou o país entre 1990 e 1992, quando sofreu impeachment