Política

Gilmar Santiago rebate provocações de Leo Prates: "Tá com dor de cotovelo"

O vereador Gilmar Santiago (PT) rebateu as críticas do opositor Léo Prates (DEM), que cobrou melhorias na piscina olímpica recém-inaugurada nesta segunda-feira (28). Em entrevista ao Metro1, o petista afirmou que o democrata estava "com dor de cotovelo" diante da entrega dos equipamentos feita pelo governo do estado. [Leia mais...]

[Gilmar Santiago rebate provocações de Leo Prates:
Foto : Tacio Moreira/ Metropress

Por Matheus Simoni e Matheus Morais no dia 28 de Março de 2016 ⋅ 20:11

O vereador Gilmar Santiago (PT) rebateu as críticas do opositor Léo Prates (DEM), que cobrou melhorias na piscina olímpica recém-inaugurada nesta segunda-feira (28). Em entrevista ao Metro1, o petista afirmou que o democrata estava "com dor de cotovelo" diante da entrega dos equipamentos feita pelo governo do estado.

"Eu acho que meu amigo Leo Prates está com dor de cotovelo. Na véspera do aniversário da cidade, o governador entrega mais um equipamento para a cidade, uma piscina olímpica que, como disse o secretário Álvaro Gomes, igual a essa só a do Rio de Janeiro", disse.

"Nós estamos vendo essa arquibancada provisória enquanto está se concluindo a outra etapa. Tem todas as condições de sediar jogos. Da mesma forma que eles diziam da demora da entrega da Via Expressa, e ela foi entregue. Falaram da demora da praça de Irmã Dulce, foi entregue", provocou Gilmar, que aproveitou para cobrar da gestão municipal.

"Eu quero saber quando vai sair a maternidade e o hospital municipal que o prefeito prometeu em campanha e outros equipamentos que eles estão prometendo e que até hoje a gente não vê. É dor de cotovelo, o governador todo dia entrega obra na cidade. São equipamentos que fazem melhorar a vida do soteropolitano", declarou o vereador.

Notícias relacionadas

[Governo prepara MP para recadastrar armas irregulares]
Política

Governo prepara MP para recadastrar armas irregulares

Por Juliana Rodrigues no dia 16 de Janeiro de 2019 ⋅ 08:00 em Política

Ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, negou que a medida seja uma forma de anistia: "No governo do PT ninguém nunca chamou de anistia, por que vai chamar no governo do...

[Decreto da arma ignorou sete sugestões de Moro, diz coluna]
Política

Decreto da arma ignorou sete sugestões de Moro, diz coluna

Por Clara Rellstab no dia 16 de Janeiro de 2019 ⋅ 06:49 em Política

A sugestão de Moro era mais restritiva: previa a posse para duas armas, e não quatro; não prolongava automaticamente registros já concedidos para dez anos e exigia a comp...