Política

"É através da política que resolvemos as coisas", diz vereadora sobre Dilma

Os rumos da crise política e econômica brasileira podem ser definidos nos próximos dias. Diante do cenário, com tantas mudanças no país, além do processo de impeachment contra a presidente Dilma Rousseff, a vereadora e líder da oposição no Legislativo Municipal, Aladilce Souza (PcdoB) opinou sobre o assunto, durante entrevista ao Metro1. Para ela, o posicionamento da sociedade contra o golpe vem crescendo. [Leia mais...]

[
Foto : Reprodução/ Agência Brasil

Por Camila Tíssia e Matheus Morais no dia 29 de Março de 2016 ⋅ 06:49

Os rumos da crise política e econômica brasileira podem ser definidos nos próximos dias. Diante do cenário, com tantas mudanças no país, além do processo de impeachment contra a presidente Dilma Rousseff, a vereadora e líder da oposição no Legislativo Municipal, Aladilce Souza (PcdoB) opinou sobre o assunto, durante entrevista ao Metro1. Para ela, o posicionamento da sociedade contra o golpe vem crescendo.

"Nós estamos em um momento muito tenso. Porque o que está acontecendo mesmo é golpe, está claro que não tem nenhuma justificativa plausível pra se tirar uma presidente que foi eleita no governo. É preciso um motivo muito forte ou uma situação de crime muito bem caracterizado, o que não é o caso. A gente está fazendo tudo pra que nesses próximos dias a gente consiga reverter essa situação política porque não vai ser bom para ninguém", afirmou.

Aladilce ainda destacou e defendeu a importância da democracia. "O que está em risco e em jogo são as instituições democráticas. Nós tempos muito pouco tempo de democracia no país e essa quebra agora da institucionalidade, com certeza, vai ter repercussão e ninguém pode prever o que vai acontecer. Então melhor é a gente reverter essa situação, equilibrar, fazer pactos políticos. É através da política que a gente resolve as coisas não é com medida no judiciário artificial nem com golpe midiático que vamos resolver isso", falou. 

Notícias relacionadas

[Juiz manda PT baiano devolver mais de R$ 40 mil ]
Política

Juiz manda PT baiano devolver mais de R$ 40 mil 

Por Alexandre Galvão no dia 21 de Janeiro de 2019 ⋅ 09:56 em Política

Nas ações, são citados o presidente do partido na Bahia, Everaldo Anunciação e Ivan Alex Teixeira Lima, secretário de Finanças

[Manoel Vitório nega conversas sobre privatização da Embasa]
Política

Manoel Vitório nega conversas sobre privatização da Embasa

Por Clara Rellstab no dia 21 de Janeiro de 2019 ⋅ 09:23 em Política

“Não tem nenhum estudo elaborado sobre isso. Eu acho que o Estado não pode abrir mão de analisar nenhum tipo de ativo dele, mas tem que ser alguma coisa bem feita”, ponde...