Política

ACM Neto diz que PT 'não aprendeu a lição' depois do mensalão

O prefeito ACM Neto (DEM) criticou o Partido dos Trabalhadores (PT) pelo suposto envolvimento em casos de corrupção investigados depois do mensalão, a exemplo do caso de corrupção na Petrobras e o recente fechamento de cerco sobre o governador de Minas Gerais, Fernando Pimentel (PT). [Leia mais..]

[ACM Neto diz que PT 'não aprendeu a lição' depois do mensalão]
Foto : Felipe Oliveira/ E.C. Bahia

Por Juliana Almirante no dia 26 de Junho de 2015 ⋅ 11:59

O prefeito ACM Neto (DEM) criticou o Partido dos Trabalhadores (PT) pelo suposto envolvimento em casos de corrupção investigados depois do mensalão, a exemplo do caso de corrupção na Petrobras e o recente fechamento de cerco sobre o governador de Minas Gerais, Fernando Pimentel (PT).

O gestor mineiro é suspeito de envolvimento com corrupção, lavagem de dinheiro e participação na organização criminosa supostamente chefiada pelo empresário Benedito Oliveira, do Distrito Federal.

"A gente fica cada vez mais perplexo de ver a quaintidade de escândalos de corrupção que se multiplicam hoje no país. Em comum a tudo isso, só existe uma coisa, que é a presença do PT, de pessoas do PT envolvidas nos principais escândalos, seja no mensalão, seja neste caso em Minas”, disse Neto, em entrevista à Rádio Metrópole por telefone, durante o evento de assinatura das transcons recebidas pelo Esporte Clube Bahia.

Ele relembra que os petistas começaram a aparecer no escândalo de corrupção no primeiro governo do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, o mensalão, julgado posteriormente pelo Supremo Tribunal Federal (STF). “Depois que o mensalão colocou petistas na cadeia, pensamos que o PT ia aprender a lição, mas não. Infelizmente esse dinheiro foi pelo ralo da corrupção. Agora a gente entende porque o PT ganhou tantas eleições”, sugeriu o democrata.

Notícias relacionadas