Política

“Pega a Dilma num momento muito ruim”, diz Cantanhêde sobre delação de Pessoa

A jornalista e comentarista de política do jornal O Estado de S. Paulo, Eliane Cantanhêde, falou em participação na Rádio Metrópole, nesta segunda-feira (29), sobre a delação premiada do empreiteiro e dono da UTC, Ricardo Pessoa. [Leia mais...]

[“Pega a Dilma num momento muito ruim”, diz Cantanhêde sobre delação de Pessoa]
Foto : Agência Brasil

Por Matheus Morais no dia 29 de Junho de 2015 ⋅ 18:04

A jornalista e comentarista de política do jornal O Estado de S. Paulo, Eliane Cantanhêde, falou em participação na Rádio Metrópole, nesta segunda-feira (29), sobre a delação premiada do empreiteiro e dono da UTC, Ricardo Pessoa, que envolve ministros do governo Dilma Rousseff (PT), além do senador pelo PSDB de São Paulo Aloysio Nunes. Para ela, a delação de Pessoa é bombástica. “Envolve dois ministros de Dilma e as duas campanhas da própria presidente Dilma, até mesmo um senador do PSDB. Estranho foi saber que o ex-presidente Fernando Collor foi quem recebeu mais dinheiro. Não é um incômodo, é uma realidade, por que ele recebeu R$ 20 milhões?”, questionou.

“Houve um detalhe interessante: porque a câmera mostra o ex-tesoureiro do PT João Vaccari Neto sendo filmado. Não dá nem para dizer que o Vaccari não conhece o Ricardo Pessoa. A crise é grave, acontece num momento que a economia vai mal, num momento em que o índice de desemprego é alto, num momento de crise política. A delação do Ricardo Pessoa pega a Dilma num momento muito ruim, se cria uma instabilidade dentro da instabilidade”, complementou.

Notícias relacionadas