Política

Ministério contesta ACM Neto e diz ter destinado R$ 1,7 mi para Salvador

Após o prefeito de Salvador ACM Neto (DEM) ter cobrado, através de nota à imprensa, a liberação de recursos federais para obras emergenciais de efeitos das chuvas, o Ministério da Integração Nacional contesta a informação de que não liberou verba para a administração municipal. [Leia mais...]

[Ministério contesta ACM Neto e diz ter destinado R$ 1,7 mi para Salvador]
Foto : Gabriel Lima/ Agecom

Por Juliana Almirante no dia 01 de Julho de 2015 ⋅ 08:01

Após o prefeito de Salvador ACM Neto (DEM) ter cobrado, através de nota à imprensa, a liberação de recursos federais para obras emergenciais de efeitos das chuvas, o Ministério da Integração Nacional contesta a informação de que não liberou verba para a administração municipal.

Em comunicado, a pasta federal destacou uma doação que correspondeu a R$ 402 mil. Tais recursos pagaram 4.645 kits de ajuda humanitária, formados por dois mil galões de cinco litros de água, 565 de alimentos, 565 de higiene pessoal, 565 de limpeza, 475 de dormitórios e 475 colchões.

Além disso, a pasta federal informa que depositou R$ 1,7 milhão na conta da prefeitura de Salvador, por meio da ordem bancária 2015OB00108. Os recursos foram destinados à execução de ações de restabelecimento de serviços essenciais. A liberação foi comunicada à prefeitura de Salvador e à presidência da Câmara Municipal no dia 22 de maio, através dos ofícios 360/2015 e 361/2015.
 
Segundo o ministério, a prefeitura de Salvador apresentou um plano de trabalho, em junho, no valor de R$ 43,7 milhões para obras de contenção de 11 encostas. Este plano ainda está em análise pela equipe técnica do ministério para verificar se há duplicidade de obras com outro convênio firmado com a prefeitura em aberto desde 2008.

O prefeito havia afirmado que "cada centavo" gasto para dar assistência às famílias prejudicadas com as chuvas é dinheiro da Prefeitura. "Somente a Seman (Secretaria de Manutenção) gastou, nos últimos três meses, quase R$ 40 milhões na recuperação de Salvador. O que tivemos até agora foram promessas e mais promessas. Realização, execução e liberação de recursos nada", disse Neto.

Notícias relacionadas