Política

Marcelo Nilo lamenta ausência de Consuelo Pondé e situação do Museu Costa Pinto

O presidente da Assembleia Legislativa da Bahia, Marcelo Nilo (PDT), lamentou, em entrevista à Rádio Metrópole, durante os festejos do Dois de Julho, a ausência da historiadora Consuelo Pondé, falecida em maio deste ano. [Leia mais...]

[Marcelo Nilo lamenta ausência de Consuelo Pondé e situação do Museu Costa Pinto]
Foto : Tácio Moreira/ Metropress

Por Juliana Almirante no dia 02 de Julho de 2015 ⋅ 08:11

O presidente da Assembleia Legislativa da Bahia, Marcelo Nilo (PDT), lamentou, em entrevista à Rádio Metrópole, durante os festejos do Dois de Julho, a ausência da historiadora Consuelo Pondé, ex-presidente do Instituto Geográfico e Histórico da Bahia (IGHB), falecida em maio deste ano.

“É o primeiro ano sem a saudosa Consuelo Pondé, que fazia história no Dois de Julho. Infelizmente, perdemos ela prematuramente. Homageamos aqui as mulheres e Consuelo Pondé”, lamentou Nilo. Neste ano, a comemoração do Dois de Julho presta homenagem às guerreiras da independência: Joana Angélica, Maria Quitéria e Maria Felipa, além de Consuelo.

Questionado sobre a situação do Museu Carlos Costa Pinto, que precisa de apoio para se manter, o presidente da Assembleia prometeu ajudar. “Eu acho que é importante. É um museu que não pode acabar. Acho que é muito importante o trabalho de não deixar o museu morrer”, defendeu.

Notícias relacionadas