Política

Justiça retoma ação contra empreiteiras no caso do metrô de Salvador

A ação de improbidade administrativa sobre o metrô de Salvador foi retomada pela Justiça Federal na Bahia após suspensão de mais de cinco anos por conta da anulação da Operação Castelo de Areia. Um recurso da empreiteira Andrade Gutierrez foi rejeitado, de acordo com reportagem da Folha [Leia mais...]

[Justiça retoma ação contra empreiteiras no caso do metrô de Salvador]
Foto : Tácio Moreira/ Metropress

Por Juliana Almirante no dia 04 de Julho de 2015 ⋅ 10:40

A ação de improbidade administrativa sobre o metrô de Salvador foi retomada pela Justiça Federal na Bahia após suspensão de mais de cinco anos por conta da anulação da Operação Castelo de Areia. Um recurso da empreiteira Andrade Gutierrez foi rejeitado, de acordo com reportagem da Folha. O caso tem como réus as principais empreiteiras investigadas na Operação Lava Jato, que apura o esquema de corrupção na Petrobras: Andrade Gutierrez, Camargo Corrêa, Odebrecht, OAS, Queiroz Galvão e Constran.

Também envolve a gestão do ex-prefeito de Salvador Antônio Imbassahy (PSDB-BA), deputado federal e vice-presidente da CPI da Petrobras na Câmara. No caso, são réus o ex-secretário de Transporte, Ivan Barbosa, e o ex-diretor da Companhia de Trens de Salvador, Nestor Duarte. Entregue ano passado após mais de 10 anos em obras, o metrô teve sobrepreço de ao menos R$ 166 milhões, de acordo com avaliação do Tribunal de Contas da União (TCU).

Um recurso da Andrade Gutierrez manteve suspenso o processo em caráter liminar (provisório) desde abril de 2010, mas o Tribunal Regional Federal da 1ª Região negou o mérito desse pedido. Conforme os desembargadores, a anulação da Castelo de Areia não afeta a ação de improbidade. A operação da Polícia Federal foi considerada de origem ilegal por tribunais superiores. As obras do metrô foram feitas por um consórcio formado por Andrade Gutierrez, Camargo Corrêa e Siemens.

As empreiteiras informaram que não foram intimadas da retomada do processo e voltaram a negar as acusações de improbidade. Imbassahy diz que não foi responsabilizado pelas acusações. Ivan Barbosa e Nestor Duarte não foi localizado. 

Comentarios

Notícias relacionadas

[PDT deve oferecer ao PSB vaga de vice de Ciro Gomes]
Política

PDT deve oferecer ao PSB vaga de vice de Ciro Gomes

Por Alexandre Galvão no dia 20 de Julho de 2018 ⋅ 18:20 em Política

Depois de ver o acordo com o centrão minguar, alguns dirigentes do PDT ainda estavam otimistas sobre a chance de atrair o partido de Paulinho da Força