Política

Tia Eron diz que PRB "ficou sentido" por Neto ter preterido Roma de vice

A escolha do deputado Bruno Reis (PMDB) como vice na chapa de reeleição do prefeito de Salvador, ACM Neto (DEM), contou com várias capítulos tensos. Pelo menos foi o que relatou a deputada federal Tia Eron (PRB) em entrevista ao apresentador José Eduardo, na Rádio Metrópole, na manhã desta segunda-feira (8). [Leia mais...]

[Imagem not found]
Foto : Divulgação/ PRB

Por Matheus Morais no dia 08 de Agosto de 2016 ⋅ 10:04

A escolha do deputado Bruno Reis (PMDB) como vice na chapa de reeleição do prefeito de Salvador, ACM Neto (DEM), contou com várias capítulos tensos. Pelo menos foi o que relatou a deputada federal Tia Eron (PRB) em entrevista ao apresentador José Eduardo, na Rádio Metrópole, na manhã desta segunda-feira (8). Segundo a parlamentar baiana, o partido ficou "extremamente sentido" por Neto não ter escolhido seu ex-chefe de gabinete João Roma (PRB) como companheiro de chapa. 

"Se eu disser que não, vamos enganar a todos. Eu acho que o tempo haverá de superar isso, porque você também tem que saber perder, e perdemos. Neto não gosta que a gente diga isso, mas a realidade é essa. Perdemos nesse pleito. A gente precisa saber perder, saber recuar. A coisa boa dessa luta, foram dois momentos importantes: ver doutor João Roma com sua diplomacia e capacidade de harmonizar, e hoje ele faz uma declaração que nunca teve um grupo que nunca acreditou tanto nele, em nenhum momento se colocou como conspirador, que leva e que trás, soube unir as fontes, não permitiu que essa ponte fosse explodida", disse Eron. 

De acordo com Tia Eron, o segundo momento foi quando o ministro do Desenvolvimento, Indústria e Comércio e presidente do PRB, Marcos Pereira, lhe ligou, chateado. "Ele nem quis falar com ACM Neto. Mas, me perguntava como estava a cabeça e os sentimentos de Roma. O PRB tem caráter, se preocupa com o outro, com o ser humano, não perdemos de vista. Ele poderia perguntar qualquer coisa, perguntou como ficou a cabeça e o sentimento de Roma. Ele me perguntava isso, é esse PRB essa política republicana que estamos buscando trazer pro estado da Bahia", completou a deputada. 

Notícias relacionadas

[Ação do DEM no STF pode tirar o mandato de 27 deputados]
Política

Ação do DEM no STF pode tirar o mandato de 27 deputados

Por Juliana Rodrigues no dia 16 de Dezembro de 2018 ⋅ 08:00 em Política

Processo que questiona as novas regras para a divisão de cadeiras remanescentes tem o potencial de rachar o Centrão, segundo a Coluna do Estadão