Política

Paulo Souto fala em orçamento para 2017 e exalta ACM Neto: "Detalhista"

O secretário municipal da Fazenda, Paulo Souto, foi entrevistado por Mário Kertész, na Rádio Metrópole, na manhã desta terça-feira (9), exaltou a gestão do prefeito e candidato ACM Neto (DEM), além de comentar o planejamento previsto para o próximo ano — caso a chapa seja reeleita. De acordo com Souto, Neto é "detalhista" nas finanças da sua gestão. [Leia mais...]

[Imagem not found]
Foto : Reprodução/Jornal Grande Bahia

Por Gabriel Nascimento e Matheus Morais no dia 09 de Agosto de 2016 ⋅ 09:36

O secretário municipal da Fazenda, Paulo Souto, foi entrevistado por Mário Kertész, na Rádio Metrópole, na manhã desta terça-feira (9), exaltou a gestão do prefeito e candidato ACM Neto (DEM), além de comentar o planejamento previsto para o próximo ano — caso a chapa seja reeleita. De acordo com Souto, Neto é "detalhista" nas finanças da sua gestão. "Isso me surpreende. O que ajuda é ele estar nas ruas, vendo o que está sendo feito. Estamos fazendo para o próximo ano, um orçamento conservador. Um orçamento que inicialmente deve ser maior que o desse ano. É em torno de R$ 6 bilhões, mas tá sendo fechado", afirmou.

Questionado sobre o comportamento das despesas federais, o secretário afirmou que houve crescimento de 11%. "As receitas não estão crescendo, talvez 5%. Se você abrir o 'flanco', corre o risco de acontecer o que acontece em alguns estados e prefeituras. Num momento de inflação, a prefeitura tem que ter prudência e responsabilidade", disse.

"O momento ainda é de expectativa, porque as receitas continuam com quedas. O prefeito tem feito uma política seria em reduzir teceirizados. Em 2015, em relação a 2014, tivemos uma queda de 80% e esse ano uma queda de R$ 40 milhões. Conseguimos com um programa de cobranças, reduzir o número de inadimplentes. Cinco dias antes de vencer a parcela estamos avisando (PPI) pelo celular em mensagens. O índice de inadimplência melhorou muito (...) a equipe da prefeitura é mesclada. Colocou também uma equipe nova, em alguns postos colocou pessoas mais experimentadas", concluiu.

 

Notícias relacionadas

[Dodge pede mais 60 dias para investigação sobre Aécio]
Política

Dodge pede mais 60 dias para investigação sobre Aécio

Por Marina Hortélio no dia 16 de Novembro de 2018 ⋅ 16:00 em Política

Inquérito que investiga o senador por suposto recebimento de valores indevidos pela Construtora Norberto Odebrecht para a campanha eleitoral de 2014

[Moro pede exoneração do cargo de juiz ]
Política

Moro pede exoneração do cargo de juiz 

Por Alexandre Galvão no dia 16 de Novembro de 2018 ⋅ 13:33 em Política

No documento, o futuro ministro da Justiça alegou que é notório o convite e aceite para a assumir a pasta em 2019