Política

Vereadora Kátia Alves nega autoritarismo em coligação SD-PV

A vereadora Kátia Alves (SD) negou que esteja usando de autoritarismo na coligação SD- PV para as eleições municipais de outubro. [Leia mais...]

[Imagem not found]
Foto : Divulgação/ OAB-BA

Por Matheus Morais no dia 11 de Agosto de 2016 ⋅ 09:10

A vereadora Kátia Alves (SD) negou que esteja usando de autoritarismo na coligação SD- PV para as eleições municipais de outubro. Em nota enviada ao Metro1, na manhã desta quinta-feira (11), ela afirma que já "apresentou 75 projetos na Câmara Municipal". Sobre a formação de coligação pelo Solidariedade, Kátia Alves diz na nota que "tal assunto, em nenhum momento, foi tratado na convenção realizada no dia 5 de agosto pelo partido, muito menos submetido à deliberação, como constou da ata encaminhada pelo Diretório Municipal à Justiça Eleitoral". 

"Não somente a vereadora Kátia Alves, mas diversos membros da agremiação, que compareceram ao evento, foram surpreendidos com as notícias veiculadas na imprensa, na segunda-feira (08), sobre a aliança selada com o PV. Tal atitude, além de arbitrária e antidemocrática, violou a legislação eleitoral, que exige que o tema seja debatido e votado na convenção", ressalta a nota. 


Por fim, a vereadora nega que esteja usando de autoritarismo e que também tenha tido rompantes com membros da coligação com o PV. "Não há, portanto “rompante” ou tentativa de “mandar e desmandar” em quem quer que seja, sendo a pretensão exatamente a oposta: a de fazer prevalecer a vontade da maioria dos membros do partido Solidariedade, ainda que contrarie os interesses individuais de seus dirigentes". 

Notícias relacionadas