Política

Temer com medo de vaia? "Tem coisa melhor pra fazer", diz Geddel

O ministro Geddel Vieira Lima (Secretaria do Governo) ironizou a possível ausência do presidente interino, Michel Temer, na cerimônia de encerramento dos Jogos Olímpicos Rio 2016 "se ele não vai é porque deve ter algo mais legal para fazer", disse ao jornal O Globo. [Leia mais...]

[Imagem not found]
Foto : Tácio Moreira/Metropress

Por Luiza Leão no dia 16 de Agosto de 2016 ⋅ 18:05

O ministro Geddel Vieira Lima (Secretaria do Governo) ironizou a possível ausência do presidente interino, Michel Temer, na cerimônia de encerramento dos Jogos Olímpicos Rio 2016 "se ele não vai é porque deve ter algo mais legal para fazer", disse ao jornal O Globo.

Ele acrescentou que o presidente não tem obrigação de comparecer ao encerramento por não ser uma determinação documentada. O ministro complementou afirmando que se Temer temesse vaias durante a abertura dos Jogos Olímpicos Rio 2016, não teria comparecido ao evento. 

Geddel esteve com  o presidente interino, os ministros Eliseu Padilha (Casa Civil) e Henrique Meirelles (Fazenda), o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ) e deputados da base, em jantar oferecido pelo deputado Esperidião Amin (PP-SC), na última segunda-feira (15). Amin é relator do projeto da renegociação da dívida dos estados com a União na Câmara.

Notícias relacionadas

[Bolsonaro divulga texto que cita Brasil 'ingovernável']
Política

Bolsonaro divulga texto que cita Brasil 'ingovernável'

Por Matheus Simoni no dia 17 de Maio de 2019 ⋅ 14:55 em Política

O texto, que não tem autor conhecido, afirma que o País "está disfuncional", não por culpa de Bolsonaro, mas que "até agora (o presidente) não fez nada de fato, não aprov...

['Carlos sabe como manipular o pai', diz Bebianno]
Política

'Carlos sabe como manipular o pai', diz Bebianno

Por Juliana Rodrigues no dia 17 de Maio de 2019 ⋅ 12:40 em Política

"O presidente está perdendo quase todos os seus verdadeiros aliados por conta disso", analisou o ex-ministro, em entrevista à revista Veja