Política

TSE identifica R$ 122 mi pagos por campanha de Dilma e Temer "sem explicação"

Um pagamento de R$122 milhões para 40 empresas que não apresentaram a listagem dos funcionários formalizados ao Ministério do Trabalho foi verificado pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ao comparar as campanhas da presidente afastada, Dilma Rousseff (PT), e do presidente em exercício, Michel Temer (PMDB). [Leia mais...]

[Imagem not found]
Foto : Lula Marques/Agência PT

Por Laura Lorenzo no dia 18 de Agosto de 2016 ⋅ 20:03

Um pagamento de R$122 milhões para 40 empresas que não apresentaram a listagem dos funcionários formalizados ao Ministério do Trabalho foi verificado pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ao comparar as campanhas da presidente afastada, Dilma Rousseff (PT), e do presidente em exercício, Michel Temer (PMDB). 

Segundo o colunista do jornal O Globo Guilherme Amado, o TSE sugeriu duas possíveis explicações para o caso: ou o envio de dados pelos fornecedores ao ministério estão atrasados, ou a investigação pode determinar que as empresas não possuíam competência o suficiente para entregar produtos e serviços que equivaliam a altas quantias, ou seja, que a empresa era apenas uma fachada.

Notícias relacionadas