Política

Bahia pode ter 278 candidatos impugnados nas eleições de outubro

De acordo com um balanço feito pelo Ministério Público e divulgado pelo jornal O Globo, quase cinco mil candidatos candidatos podem ser impugnados em todo o país nas eleições de outubro. [Leia mais...]

[Imagem not found]
Foto : Agência Brasil

Por Matheus Morais no dia 21 de Agosto de 2016 ⋅ 18:08

De acordo com um balanço feito pelo Ministério Público e divulgado pelo jornal O Globo, quase cinco mil candidatos candidatos podem ser impugnados em todo o país nas eleições de outubro. O balanço aponta que 4.942 candidatos a prefeito e vereador poderão ser barrados por serem considerados fichas-sujas. 

A publicação diz que a pesquisa que foi feita pelo Ministério Público Federal é preliminar, somente sendo concluída na semana que vem. Até agora, são 179 os candidatos do Estado do Rio identificados como passíveis de impugnação. Não foram divulgados os nomes dos políticos. Não poderão disputar as eleições políticos que tiveram as contas rejeitadas quando ocuparam cargo ou função pública ou foram condenados em segunda instância por crimes como corrupção, peculato e lavagem de dinheiro.

Ainda segundo o jornal, na Bahia 278 candidatos podem ser impugnados e a expectativa é que o número cresça na semana que vem, já que nem todos os registros de candidaturas constam no TSE. Até agora, foram pesquisados no sistema informações sobre 467 mil candidatos. Além do MP, os candidatos e partidos também pedir a perda de registro de adversários à Justiça Eleitoral.

Notícias relacionadas

[Ministro do TSE aceita ação do PDT contra Bolsonaro]
PolíticaELEIÇÕES 2018

Ministro do TSE aceita ação do PDT contra Bolsonaro

Por Marina Hortélio no dia 22 de Outubro de 2018 ⋅ 15:40 em Política

Já o pedido do partido de Ciro Gomes de impedir empresas e coligação de Bolsonaro de utilizarem o WhatsApp em campanha foi negado

[PGR se cala sobre fala de Eduardo Bolsonaro]
Política

PGR se cala sobre fala de Eduardo Bolsonaro

Por Matheus Simoni no dia 22 de Outubro de 2018 ⋅ 15:00 em Política

No domingo, 21, a PGR já havia dito que não se manifestaria. Hoje, entretanto, o órgão passou a ser pressionado