Política

Geddel diz que é "bobagem" crítica sobre Temer ter medo de denúncias

Oministro Geddel Vieira Lima declarou nesta segunda-feira (22) que a crítica feita pela presidente afastada, Dilma Rousseff ao presidente em exercício Michel Temer é uma "bobagem". "Eu prefiro não comentar as bobagens que a presidente afastada fala", afirmou o Geddel. [Leia mais...]

[Imagem not found]
Foto : Valter Campanato/ Agência Brasil

Por Luiza Leão no dia 22 de Agosto de 2016 ⋅ 17:02

O  ministro Geddel Vieira Lima declarou nesta segunda-feira (22) que a crítica feita pela presidente afastada, Dilma Rousseff ao presidente em exercício Michel Temer é uma "bobagem". "Eu prefiro não comentar as bobagens que a presidente afastada fala", afirmou o Geddel. Dilma fez críticas a Temer afirmando que o atual governante deseja agilizar a votação pocesso de impeachment porque teme o surgimento de denúncias que o comprometam.

 A entrevista foi exibida na madrugada desta segunda-feira (22) no SBT.  A gravação ocorreu no dia 4 de agosto, antes do inquérito contra ela por suspeita de obstrução das investigações da Operação Lava Jato ser determinada pelo Supremo Tribunal Federal (STF).

A etapa final do processo de impeachment de Dilma será votada na próxima quinta-feira (25) e o resultado deve ser anunciado ainda no final deste mês, entre os dias 30 e 31. O presidente em exercício tem presença confirmada na reunião do G-20 que será realizada na China e por isso tem pressionado o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), para que antecipe o resultado do processo para o dia 29.

Notícias relacionadas

[Ministro do TSE aceita ação do PDT contra Bolsonaro]
PolíticaELEIÇÕES 2018

Ministro do TSE aceita ação do PDT contra Bolsonaro

Por Marina Hortélio no dia 22 de Outubro de 2018 ⋅ 15:40 em Política

Já o pedido do partido de Ciro Gomes de impedir empresas e coligação de Bolsonaro de utilizarem o WhatsApp em campanha foi negado

[PGR se cala sobre fala de Eduardo Bolsonaro]
Política

PGR se cala sobre fala de Eduardo Bolsonaro

Por Matheus Simoni no dia 22 de Outubro de 2018 ⋅ 15:00 em Política

No domingo, 21, a PGR já havia dito que não se manifestaria. Hoje, entretanto, o órgão passou a ser pressionado