Política

Rodrigo Maia desfaz polêmica e afirma que não lançou candidatura de Temer

O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM), negou que tenha lançado a candidatura do presidente interino, Michel Temer (PMDB), à presidência da República, nas eleições de 2018 numa entrevista que concedeu ao jornal O Estado de S. Paulo. [Leia mais...]

[Imagem not found]
Foto : Agência Brasil

Por Matheus Morais no dia 23 de Agosto de 2016 ⋅ 10:05

O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM), negou que tenha lançado a candidatura do presidente interino, Michel Temer (PMDB), à presidência da República, nas eleições de 2018 numa entrevista que concedeu ao jornal O Estado de S. Paulo. Em conversa com Mário Kertész, na manhã desta terça-feira (23), Maia afirmou que, na oportunidade, fez apenas uma análise política. 

"Eu até fui cobrado por amigos, que a partir do momento que eu virei presidente da Cãmara, a minha palavra tinha uma força maior que antes. Naquele primeiro momento de presidente, eu dei uma entrevista de duas horas ao jornal Estado de S. Paulo e, no finalzinho, o repórter me pergunta sobre 2018. Eu fiz uma análise política, uma análise de político. Se as variáveis econômicas e a avaliação do presidente Michel Temer for de 50% de ótimo e bom , é obvio que ele conduz o processo, para ele ou para outro. Eu não lancei o presidente Michel Temer", ressaltou. 

"Acho que minha ingenuidade foi ter respondido aquela pergunta, se eu não tivesse respondido, não teria criado essa polêmica. Claro que 2018 está muito longe, o Brasil tem uma travessia muito longa, eu apenas projetei 2018 com muitas variáveis. Meu cargo é muito poderoso, não imaginava que ser presidente da Câmara tinha uma força tão grande. Conhecendo mais por dentro o poder, a instituição Câmara, temos que ter mais humildade, cuidado. No momento de crise, o poder não é pequeno. Precisamos ajudar o Brasil com muito diálogo", completou Rodrigo Maia. 

Notícias relacionadas

[Procuradoria eleitoral pede cassação de Doria]
Política

Procuradoria eleitoral pede cassação de Doria

Por Alexandre Galvão no dia 19 de Dezembro de 2018 ⋅ 07:40 em Política

Os procuradores calculam que a Prefeitura gastou R$ 52,5 milhões em propaganda no primeiro semestre desta ano, 79% a mais do que a média dos primeiros semestres de 2015