Política

Renan briga com Hoffmann, chama Senado de "hospício" e sessão é suspensa

O segundo dia de sessão do julgamento que analisa o processo de impeachment da presidente afastada Dilma Rousseff, nessa sexta-feira (26), foi marcado por um bate-boca protagonizado pelo presidente do Senado, Renan Calheiros [Leia mais...]

[Imagem not found]
Foto : Reprodução/Gazeta do Povo

Por Bárbara Silveira no dia 26 de Agosto de 2016 ⋅ 12:05

O segundo dia de sessão do julgamento que analisa o processo de impeachment da presidente afastada Dilma Rousseff, nessa sexta-feira (26), foi marcado por um bate-boca protagonizado pelo presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB) e a senadora Gleisi Hoffmann (PT), que levou o presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Ricardo Lewandowski, a antecipar o intervalo de almoço.

Tudo começou quanto Renan cobrou dos colegas senso e compostura durante o julgamento, após pedir desculpa pela discussão dos senadores Lindbergh Farias (PT) e Ronaldo Caiado (DEM). Calheiros ainda criticou Gleisi por afirmar que a Casa “não tinha moral” de julgar uma presidente da República, o que levou a um tumulto na última quinta-feira

“Ontem a senadora Gleisi chegou ao cúmulo de dizer que o Senado não tinha moral para julgar a presidente da República. Isso nao pode acontecer, como uma senadora possa fazer uma acusação dessa?”, questionou o presidente do Senado, que também lembrou a prisão ex-ministro do Planejamento Paulo Bernardo, marido da senadora e chamou a Casa de "hospício". “Justamente uma senadora que o Senado conseguiu, no Supremo Tribunal Federal, desfazer o seu indiciamento e o do seu marido pela Polícia Federal”, completou.

A afirmação acirrou os ânimos e causou revolta de aliados à Dilma. Gleisi se defendeu dizendo que o que Renan estava falando “não era verdade”. Foi então que Lewandowski decidiu suspender a sessão por cinco minutos e, depois, decidiu adiantar o horário de almoço, que estava previsto para as 13h. A sessão será retomada às 13h.

Acompanhe ao vivo:

 

Notícias relacionadas

[Moro deve trocar comando da Polícia Federal]
Política

Moro deve trocar comando da Polícia Federal

Por Marina Hortélio no dia 17 de Novembro de 2018 ⋅ 08:30 em Política

De acordo com a Folha, o atual superintendente da PF do Paraná, o delegado Maurício Valeixo, é um dos principais cotados para assumir o posto de diretor-geral da PF ou in...