Política

Negando crimes, Dilma cobra embasamento na denúncia: “Não desviei dinheiro”

Cobrando embasamento das denúncias apresentadas contra ela que sustentam o pedido de impeachment, a presidente afastada Dilma Rousseff (PT) disse, durante seu discurso no Senado nesta segunda-feira (29), que está provado que ela não cometeu crimes [Leia mais...]

[Imagem not found]
Foto : Lula Marques/AGPT

Por Bárbara Silveira e Gabriel Nascimento no dia 29 de Agosto de 2016 ⋅ 10:34

Cobrando embasamento das denúncias apresentadas contra ela que sustentam o pedido de impeachment, a presidente afastada Dilma Rousseff (PT) disse, durante seu discurso no Senado nesta segunda-feira (29), que está provado que ela não cometeu crimes. “Todos sabem que não enriqueci, não desviei dinheiro em beneficio próprio. Sempre agi com probidade nos cargos públicos. Curiosamente, serei julgada por crimes que não cometi. Ironia da história? Trata-se de uma ação deliberada que conta com o apoio de setores da grande mídia. Ignora-se um culpado e pune uma inocente”, disse.

Afirmando que o país está “a um passo de uma ruptura constitucional”, a petista disse que sofre “um golpe”. “Vamos aos autos desse processo, do que sou acusada? Quais foram os crimes que cometi? Querem me condenar por ter assinado decretos que atendiam as demandas da população, o próprio poder judiciário. Por assinar decretos que somados que não implicaram em nenhum gasto a mais. A denúncia é injusta e frágil. Não posso ser acusada por um ato inexistente”, argumentou. 

 

Notícias relacionadas

[Moro deseja regulamentar lobby político]
Política

Moro deseja regulamentar lobby político

Por Marina Hortélio no dia 13 de Dezembro de 2018 ⋅ 18:40 em Política

Ele afirmou que melhor regulamentar o lobby do que permitir que ocorra 'as escuras'