Política

Presidente diz que não recorre ao STF pois "não esgotou" esperança no Senado

Afastada durante o processo de impeachment, que começou a ser julgado no Senado, a presidente Dilma Rousseff (PT) responde questionamentos de senadores nesta segunda-feira (29). Ao senador Aluísio Nunes Ferreira [Leia mais...]

[Imagem not found]
Foto : Agência Brasil

Por Bárbara Silveira no dia 29 de Agosto de 2016 ⋅ 12:42

Afastada durante o processo de impeachment que começou a ser julgado no Senado, a presidente Dilma Rousseff (PT) responde questionamentos nesta segunda-feira (29). Ao senador Aluísio Nunes Ferreira (PSDB), Dilma afirmou que não recorre ao Supremo Tribunal Federal (STF) porque não "perdeu a esperança" da Casa ser contra o seu afastamento.

“Vim aqui porque respeito essa instituição, ela não está compactuando hoje. No mento que deferir uma sentença quando não há um crime de responsabilidade provado (...) essa é uma exigência da Constituição, pode ter o impeachment, mas havendo crime. Caso contrário, instaura-se o deus no acuda. Esse processo é fundamentalmente pelos senhores senadores. Respeite meus julgadores porque chegaram aqui com os mesmos votos que eu nas urnas. Estou aqui argumentando, não cometam o crime de condenar uma inocente”, disse. 

 

Notícias relacionadas