Política

Rejeitado cinco vezes nas eleições, Da Luz se compara a Abraham Lincoln

Líder em rejeição dos eleitores como ele mesmo garantiu, o candidato Rogério da Luz (PRTB) esteve presente na sabatina da rádio Itapoan FM desta segunda-feira (29). Sem nunca ter ganhado em nenhuma das cinco vezes em que disputou cargos como prefeito, governador, vereador e deputado, Da Luz foi questionado sobre a insistência em tentar candidatura, ainda que tão rejeitado em todas as disputas de eleições. [Leia mais...]

[Imagem not found]
Foto : Reprodução/ Facebook

Por Luiza Leão no dia 29 de Agosto de 2016 ⋅ 19:57

Líder em rejeição dos eleitores, como ele mesmo garantiu, o candidato Rogério da Luz (PRTB) esteve presente na sabatina da rádio Itapoan FM desta segunda-feira (29). Sem nunca ter ganhado em nenhuma das cinco vezes em que disputou cargos como prefeito, governador, vereador e deputado, Da Luz foi questionado sobre a insistência em tentar candidatura, ainda que tão rejeitado em todas as disputas de eleições.

Considerando-se uma pessoa persistente, retrucou o questionamento da Metrópole de que está claro de que os baianos não o querem como representante. "Eu não acredito dessa maneira. Eu nasci no dia 12 de fevereiro, no mesmo dia de Abraham Lincoln. Ele perdeu 11 eleições e virou presidente dos Estados Unidos. Sou determinado e não me considero derrotado. Quem perdeu foi o povo de ter uma pessoa como eu como representante, uma pessoa que tem propostas e que não tem o rabo preso", acredita.

Já pertencente a outros partidos considerados "nanicos", assim como o seu atual, Da Luz foi questionado sobre a quantidade de verba destinada ao PRTB, que desde o início de 2016 recebeu o equivalente a R$ 2,5 milhões pelo fundo partidário. "Não sei se é esse valor. Se você for dividir pelos estados vai ficar irrelevante. Eu prefiro que a nacional fique forte, porque alguém tem que ser forte", disse ele, parecendo desacreditar de si. Para o candidato, em todas as eleições ele ganha experiência e amigos — que até o ajudam em causas judiciais, já que segundo ele, não tem advogado.

Ainda na ocasião, Da Luz garantiu não ter gastos para manter a sua campanha. "Dinheiro a gente nem investe. Você vê que a gente vai fazendo o nosso trabalho no boca a boca", falou. Sem santinhos, carros de som ou investimentos publicitários, o candidato disse que sua propaganda nas ruas são os "postes da luz".

Notícias relacionadas