Política

Após defesa de Dilma no Senado, Cardozo chora e diz que a acusação "desabou"O

O advogado da presidente afastada, Dilma Rousseff, José Eduardo Cardozo, se emocionou após realizar a defesa da petista no processo de impeachment nesta terça-feira (30). Após sair do plenário do Senado, Cardozo disse ser "inadmissível" que a advogada Janaína da Conceição Paschoal tenha dito que apresentou a denúncia pensando no futuro dos netos da presidente afastada. [Leia mais...]

[Imagem not found]
Foto : Edilson Rodrigues/Agência Senado

Por Matheus Simoni no dia 30 de Agosto de 2016 ⋅ 15:56

O advogado da presidente afastada, Dilma Rousseff, José Eduardo Cardozo, se emocionou após realizar a defesa da petista no processo de impeachment nesta terça-feira (30). Após sair do plenário do Senado, Cardozo disse ser "inadmissível" que a advogada Janaína da Conceição Paschoal tenha dito que apresentou a denúncia pensando no futuro dos netos da presidente afastada.

"É inadmissível alguém pedir a condenação e pedir que faz pelos netos dessa pessoa. É muito triste. Espero convencer alguém, mas é muito injusto", disse ele ao Jornal O Globo. Depois, em entrevista a jornalistas, o defensor da presidente declarou que os argumentos da acusação são fracos, do ponto de vista jurídico.

"Não sei se reverteu algum voto, mas deveria. É evidente, as provas são claras. É indiscutível. O depoimento de ontem reforçou tudo aquilo que se dizia no processo. Duvido que uma pessoa pode dizer que essa acusação possa sobreviver. A acusação desabou, desabou!", disse Cardozo.

Notícias relacionadas