Política

Se Dilma cair, presidente da Bolívia afirma que vai tirar embaixador do Brasil

Alinhado ao governo da presidente afastada Dilma Rousseff (PT), o presidente da Bolívia, Evo Morales, utilizou as redes sociais, na manhã desta quarta-feira (31), para informar que, caso a petista seja retirada definitivamente do cargo, o embaixador boliviano será convocado a deixar o Brasil. [Leia mais...]

[Imagem not found]
Foto : Reprodução

Por Gabriel Nascimento no dia 31 de Agosto de 2016 ⋅ 12:09

Alinhado ao governo da presidente afastada Dilma Rousseff (PT), o presidente da Bolívia, Evo Morales, utilizou as redes sociais, na manhã desta quarta-feira (31), para informar que, caso a petista seja retirada definitivamente do cargo, o embaixador boliviano será convocado a deixar o Brasil. O Senado decide pela permanência, ou não, da presidente afastada nesta quarta.

"Se prosperar o golpe parlamentar contra o governo democrático de @dilmabr, a Bolívia convocará seu embaixador. Defendamos a democracia e a paz", diz a publicação.

No início deste mês, o pré-candidato à Presidência, o senador americano Bernie Sanders, também criticou o impeachment. "Para muitos brasileiros e observadores o controverso processo de impeachment se parece mais com um golpe", disse. O senador cobrou ainda uma posição mais forte dos Estados Unidos, que tem se mantido distante do assunto.

 

Notícias relacionadas