Política

"Condenaram uma inocente e consumaram um golpe parlamentar", discursa Dilma

Em discurso realizado após a cassação do seu mandato, a ex-presidente do Brasil, Dilma Rousseff, declarou que esse momento "entra para a história das grandes injustiças". No Palácio da Alvorada, em Brasília, a petista disse estar enfrentando um golpe pela segunda vez, nesta quarta-feira (31). [Leia mais...]

[Imagem not found]
Foto : Marcelo Camargo/ Agência Brasil

Por Luiza Leão no dia 31 de Agosto de 2016 ⋅ 15:50

Em discurso realizado após a cassação do seu mandato, a ex-presidente do Brasil, Dilma Rousseff, declarou que esse momento "entra para a história das grandes injustiças". No Palácio da Alvorada, em Brasília, a petista disse estar enfrentando um golpe pela segunda vez, nesta quarta-feira (31). 

"Hoje, o Senado Federal tomou uma decisão que entra para história das grandes injustiças. Os senadores escolheram rasgar a Constituição Federal. Condenaram uma inocente e consumaram um golpe parlamentar. Com o meu afastamento, políticos apropriam-se do poder por meio de um golpe de estado. É o segundo que enfrento na vida. O primeiro, o golpe militar, apoiado na truculência das armas, da repressão e da tortura, me atingiu quando era uma jovem militante. O segundo, o golpe parlamentar desfechado hoje por meio de uma farsa jurídica, me derruba do cargo para o qual fui eleita pelo povo".

Com discurso incisivo e seguro, Dilma afirmou que a primeira mulher eleita presidenta do Brasil foi derrubada sem explicações constitucionais para o impeachment. "Isso foi apenas o começo. O golpe vai atingir qualquer organização política progessista e democrática. O golpe é contra aqueles que votam pelas garantias sociais", avaliou.

Notícias relacionadas