Política

Renan sinaliza a Lewandowski votar reajuste do STF nesta quarta

O presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), sinalizou ao presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Ricardo Lewandowski, que pretende votar o reajuste nos salários dos ministros do Supremo ainda nesta quarta-feira (31), após a votação do impeachment de Dilma Rousseff. [Leia mais...]

[Imagem not found]
Foto : Edilson Rodrigues/Agência Senado

Por Matheus Simoni no dia 31 de Agosto de 2016 ⋅ 16:26

O presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), sinalizou ao presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Ricardo Lewandowski, que pretende votar o reajuste nos salários dos ministros do Supremo ainda nesta quarta-feira (31), após a votação do impeachment de Dilma Rousseff.

A sessão está marcada para as 17h. O aumento previsto no projeto eleva o teto dos vencimentos do Judiciário de R$ 33,7 mil para R$ 39,2 mil.

De acordo com o jornal Folha de S. Paulo, Renan Calheiros também tentou articular um gesto ao ainda presidente interino, Michel Temer. Em uma reunião na madrugada desta quarta-feira com parte da bancada do PT, o senador pediu apoio da oposição a um acordo para quebrar a regra que ele mesmo havia criado de não votar medidas provisórias que tivessem chegado à Casa há menos de sete dias.

Notícias relacionadas