Política

Senador que votou "sim" para o impeachment diz que Dilma não cometeu crime

Apenas alguns momentos após a sessão que aprovou definitivamente o afastamento de Dilma Rousseff (PT), o senador Acir Gurgacz (PDT-RO), que votou a favor do Impeachment da agora ex-presidente, declarou em entrevista à “TV Senado” que tem convicção de que a petista não cometeu crime de responsabilidade. [Leia mais...]

[Imagem not found]
Foto : Waldemir Barreto/Agência Senado

Por Laura Lorenzo no dia 31 de Agosto de 2016 ⋅ 20:10

O senador Acir Gurgacz (PDT-RO), que votou a favor do Impeachment da agora ex-presidente, declarou em entrevista à “TV Senado” que tem convicção de que a petista não cometeu crime de responsabilidade. 

"Não foi fácil, uma decisão difícil, que impacta no nosso país. Temos convicção de que não há crime de responsabilidade neste processo. Mas falta governabilidade. E a volta da presidenta neste momento poderia trazer um transtorno ainda maior à economia brasileira", afirmou o parlamentar em parte de sua entrevista que foi transmitida ao vivo. 

"Resolvemos, então, acompanhar aquelas pessoas que nos trouxeram aqui para representá-los. Votamos com a vontade da população brasileira, em especial com a vontade da população do estado de Rondônia", concluiu Acir em sua incoerente explicação.

Notícias relacionadas