Política

Lúcio Vieira Lima corrige Geddel e diz que Dilma "já foi esquecida desde ontem"

Figura atuante no processo de impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff (PT), o deputado federal Lúcio Vieira Lima (PMDB), comentou o afastamento definitivo da petista, durante entrevista a José Eduardo, na Rádio Metrópole, na manhã desta quinta-feira (1º). [Leia mais...]

[Imagem not found]
Foto : Tácio Moreira/Metropress

Por Gabriel Nascimento e Matheus Morais no dia 01 de Setembro de 2016 ⋅ 09:46

Figura atuante no processo de impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff (PT), o deputado federal Lúcio Vieira Lima (PMDB), comentou o afastamento definitivo da petista, durante entrevista a José Eduardo, na Rádio Metrópole, na manhã desta quinta-feira (1º). De acordo com o peemedebista, Dilma "já foi esquecida" — seu irmão, o ministro da Secretaria de Governo, Geddel Vieira Lima havia dito que a ex-presidente seria esquecida em dois dias. "Eu discordo [de Geddel]. Ela já foi esquecida desde ontem. O país não quer ficar mais nesse 'tititi'. Que Temer tenha tranquilidade para trabalhar e que ele gere empregos", afirmou.

Na oportunidade, o deputado não deixou de criticar o Partido dos Trabalhadores. "O PT que dizia quanto pior melhor, vai ter que mostrar como fazer diferente. Em vez de ficar queimando pneus, causando engarrafamento, o que eles têm que fazer é baixar a bola", declarou. Segundo Lúcio, o afastamento de Dilma foi correto. "Foi um processo limpo. Não tem o que discutir. Dilma é responsável pelo crime, eles falam de golpe, só se for 'araquiri'", finalizou.  

 

Notícias relacionadas

[Moro deve trocar comando da Polícia Federal]
Política

Moro deve trocar comando da Polícia Federal

Por Marina Hortélio no dia 17 de Novembro de 2018 ⋅ 08:30 em Política

De acordo com a Folha, o atual superintendente da PF do Paraná, o delegado Maurício Valeixo, é um dos principais cotados para assumir o posto de diretor-geral da PF ou in...