Política

Para Wagner, Neto "tem que agradecer as obras do Governo do Estado"

O prefeito de Salvador e candidato à reeleição, ACM Neto (DEM), lidera com 43,3% a corrida eleitoral deste ano, seguido de2,1% da deputada Alice Portugal (PCdoB) - candidata que é apoiada pelo PT. Em entrevista à Rádio Metrópole, nesta sexta-feira (2), o ex-governador da Bahia e ex-ministro do governo Dilma, Jaques Wagner, avaliou a gestão do democrata. Para Wagner, o prefeito "tem que agradecer as obras estruturantes" que o Governo do Estado fez pela capital baiana. [Leia mais...]

[Imagem not found]
Foto : Tácio Moreira / Metropress

Por Camila Tíssia e Matheus Morais no dia 02 de Setembro de 2016 ⋅ 09:01

O prefeito de Salvador e candidato à reeleição, ACM Neto (DEM), lidera com 43,3% a corrida eleitoral deste ano, seguido de  2,1% da deputada Alice Portugal (PCdoB) - candidata que é apoiada pelo PT. Em entrevista à Rádio Metrópole, nesta sexta-feira (2), o ex-governador da Bahia e ex-ministro do governo Dilma, Jaques Wagner, avaliou a gestão do democrata. Para Wagner, o prefeito "tem que agradecer as obras estruturantes" que o Governo do Estado fez pela capital baiana. 

"Aqui na Bahia Rui Costa está fazendo. Óbvio que ele [Neto] trabalha, mas deu sorte porque substituiu um prefeito que estava desarrumado. Sei que ele está na frente das pesquisas, Alice tá bem, Isidório e Claudio. Não vou negar que o cara fez e o principal ele não fez. O prefeito tem trabalho nessa questão de taxa. Acho que ele fez alguns embelezamentos, mas ninguém vai para festa se tiver filho dentro de casa. Tem indicadores na área social que são de responsabilidade da prefeitura. Eu entendo, é mais fácil fazer o Rio Vermelho e a Barra que abriu uma creche. A gente ofereceu creches para Salvador e o prefeito não fez quase nenhuma. Não vou negar que ele trabalhou, quando se pega lá embaixo é mais fácil. Vou trabalhar sem xingamento", opinou. 

Mesmo Wagner dizendo que Neto não fez quase nenhuma creche, a Prefeitura de Salvador tem o programa "Primeiro Passo", que tem o objetivo de construir 39 unidades de ensino para alunos com idades entre 0 e 5 anos, na cidade. Até junho deste, quatro já tinham sido inauguradas.

Notícias relacionadas

[Governo prepara MP para recadastrar armas irregulares]
Política

Governo prepara MP para recadastrar armas irregulares

Por Juliana Rodrigues no dia 16 de Janeiro de 2019 ⋅ 08:00 em Política

Ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, negou que a medida seja uma forma de anistia: "No governo do PT ninguém nunca chamou de anistia, por que vai chamar no governo do...

[Decreto da arma ignorou sete sugestões de Moro, diz coluna]
Política

Decreto da arma ignorou sete sugestões de Moro, diz coluna

Por Clara Rellstab no dia 16 de Janeiro de 2019 ⋅ 06:49 em Política

A sugestão de Moro era mais restritiva: previa a posse para duas armas, e não quatro; não prolongava automaticamente registros já concedidos para dez anos e exigia a comp...