Política

Operação Águia de Haia: desvio no Fundeb chegou a quase R$ 1,5 milhão

O Ministério Público Federal (MPF) apresentou uma denúncia contra os envolvidos em fraudes investigadas na Operação Águia de Haia, deflagrada em junho do ano passado. Entre os acusados estão o prefeito de Nova Soure, José Arivaldo Ferreira Soares (PDT), o deputado estadual Carlos Ubaldino de Santana (PSD) e o prefeito de Ruy Barbosa, José Bonifácio Marques Dourado (PT). [Leia mais...]

[Imagem not found]
Foto : Reprodução/Portal de Notícias

Por Matheus Simoni no dia 05 de Setembro de 2016 ⋅ 15:01

O Ministério Público Federal (MPF) apresentou uma denúncia contra os envolvidos em fraudes investigadas na Operação Águia de Haia, deflagrada em junho do ano passado. Entre os acusados estão o prefeito de Nova Soure, José Arivaldo Ferreira Soares (PDT), o deputado estadual Carlos Ubaldino de Santana (PSD) e o prefeito de Ruy Barbosa, José Bonifácio Marques Dourado (PT). Caso a denúncia seja recebida pelo Tribunal Regional Federal da 1ª Região (TRF1), eles responderão por crimes licitatórios, desvio de recursos públicos e corrupção. Foi denunciado ainda o líder do núcleo empresarial da organização criminosa, o empresário Kells Belarmino.

De acordo com os investigadores, a denúncia aponta desvios de quase R$ 1,5 milhão no município de Nova Soure. A Operação Águia de Haia investiga desvio de recursos públicos federais do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação Básica (Fundeb) por diversos prefeitos de municípios baianos em relação à contratação de produtos e serviços educacionais de tecnologias de informação e pedagógica com capacitação continuada de professores, aquisição atualizada de licenças de direito de uso de sistemas integrados de gestão acadêmica, portal, software de autoria, treinamento e suporte técnico. 

Ainda segundo o MPF, os investigadores descobriram a existência de um esquema bem montado de desvio de dinheiro público e de corrupção de agentes políticos e servidores públicos, sendo operacionalizado por uma organização criminosa liderada, no seu núcleo empresarial, pelo denunciado Belarmino.

Notícias relacionadas

[Moro pede exoneração do cargo de juiz ]
Política

Moro pede exoneração do cargo de juiz 

Por Alexandre Galvão no dia 16 de Novembro de 2018 ⋅ 13:33 em Política

No documento, o o futuro ministro da Justiça alegou que é notório o convite e aceite para a assumir a pasta em 2019