Política

Odebrecht denuncia Lula em esquema no estádio do Corinthians, diz site

Segundo o colunista Lauro Jardim, do jornal O Globo, na terça-feira (6), o empreiteiro Marcelo Odebrecht, voltou a prestar depoimento em Curitiba para tentar sanar as inconsistências registradas em seu primeiro depoimento, feito no começo de agosto. [Leia mais...]

[Imagem not found]
Foto : Divulgação

Por Matheus Morais no dia 07 de Setembro de 2016 ⋅ 09:01

Segundo o colunista Lauro Jardim, do jornal O Globo, na terça-feira (6), o empreiteiro Marcelo Odebrecht, voltou a prestar depoimento em Curitiba para tentar sanar as inconsistências registradas em seu primeiro depoimento, feito no começo de agosto. Ainda de acordo com Jardim, 
para a força-tarefa da Lava-Jato, Odebrecht está em condições de explicar de forma mais detalhada e com dados mais concretos informações que os anexos propostos por seus advogados prometeram destrinchar. 

Os depoimentos estãod entro do contexto em que o candidato a delator da Lava Jato é obrigado a detalhar o que os advogados escreveram nos anexos enviados à Procuradoria. O colunista afirma que são esses anexos que, se homologados pela Justiça, servirão mais à frente para ser feita delação de fato. Segundo o site O Antagonista, durante o depoimento, Odebrecht entregou o ex-presidente Lula à Procuradoria Geral da República (PGR). O site ressalta ainda que o petista pode ser preso por causa de um esquema no estádio do Corinthians, o Itaquerão.

Notícias relacionadas

[Dodge pede mais 60 dias para investigação sobre Aécio]
Política

Dodge pede mais 60 dias para investigação sobre Aécio

Por Marina Hortélio no dia 16 de Novembro de 2018 ⋅ 16:00 em Política

Inquérito que investiga o senador por suposto recebimento de valores indevidos pela Construtora Norberto Odebrecht para a campanha eleitoral de 2014

[Moro pede exoneração do cargo de juiz ]
Política

Moro pede exoneração do cargo de juiz 

Por Alexandre Galvão no dia 16 de Novembro de 2018 ⋅ 13:33 em Política

No documento, o futuro ministro da Justiça alegou que é notório o convite e aceite para a assumir a pasta em 2019