Política

Justiça proíbe associação de Neto à exclusão de beneficiários do Bolsa Família

O embate entre os candidatos à prefeito de Salvador, Alice Portugal (PCdoB) e ACM Neto (DEM) continua a pleno vapor na justiça baiana. Desta vez, a comunista foi proibida, em uma decisão liminar provisória, de associar o democrata a exclusão de beneficiários do programa Bolsa Família. A decisão foi da juíza da 12ª Zona Eleitoral, Leonides Bispo dos Santos Silva. [Leia mais...]

[Imagem not found]
Foto : Tácio Moreira/Metropress

Por Gabriel Nascimento no dia 12 de Setembro de 2016 ⋅ 12:18

O embate entre os candidatos à prefeito de Salvador, Alice Portugal (PCdoB) e ACM Neto (DEM) continua a pleno vapor na justiça baiana. Desta vez, a comunista foi proibida, em uma decisão liminar provisória, de associar o democrata a exclusão de beneficiários do programa Bolsa Família. A decisão foi da juíza da 12ª Zona Eleitoral, Leonides Bispo dos Santos Silva.

Alice afirmava em seu programa na televisão e no rádio que, com o auxílio de Neto, o presidente Michel Temer (PMDB) vai excluir 600 mil beneficiários do programa social. “Nessa eleição, você pode escolher entre dois lados. De um lado, o partido de ACM Neto que está junto com o PMDB de Cunha, Geddel e Temer. Que está tirando 600 mil famílias do programa Bolsa Família, mexendo na idade da sua aposentadoria e cortando verbas da saúde e da educação. Do outro lado, estão Alice, Dilma, Rui e Lula, todos dizendo não ao golpe e sim para quem mais precisa. E você, de que lado está?”, questiona a propaganda.

A magistrada entendeu que Alice “deturpa matéria jornalística com a nítida finalidade de macular a imagem do candidato a adversário”, associando a imagem do democrata a medidas impopulares do Governo federal “onde não há qualquer ingerência do prefeito”.

Notícias relacionadas