Política

"Qual a prova que tem o nome de Lula?", diz presidente do PT sobre Lava Jato

O presidente do PT na Bahia, Everaldo Anunciação, se mostrou indignado com a denúncia do Ministério Público Federal (MPF) do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, a mulher dele, Marisa Letícia, e mais seis pessoas no âmbito da Operação Lava Jato. Em entrevista à Rádio Metrópole, na manhã desta quinta-feira (15), o dirigente afirmou que o "contínuo ataque ao PT" tem deixado o comando do partido no estado preocupado. "

[Imagem not found]
Foto : Tácio Moreira/Metropress

Por Matheus Morais no dia 15 de Setembro de 2016 ⋅ 09:45

O presidente do PT na Bahia, Everaldo Anunciação, se mostrou indignado com a denúncia do Ministério Público Federal (MPF) do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, a mulher dele, Marisa Letícia, e mais seis pessoas no âmbito da Operação Lava Jato. Em entrevista à Rádio Metrópole, na manhã desta quinta-feira (15), o dirigente afirmou que o "contínuo ataque ao PT" tem deixado o comando do partido no estado preocupado. "

"Mas estamos caminhando bem diante das ações da população. Tenho visto uma ação diferenciada do que parte da grande mídia quer passar sobre o PT. As pessoas que pegaram a peça e analisaram, viram o sensacionalismo que o MPF, que se caracteriza pela política. O próprio MPF diz que não pode apresentar provas criminais contra Lula. Não tem. Pegue o triplex, qual é a prova concreta que tem o nome de Lula? Não tem. É sensacionalismo. O MPF tá a serviço da política. Tem mais um peso midiático, que legal", ressaltou. 

Para o petista, o que o MPF fez foi um ato político. "A riqueza de detalhes construída não vale, o que vale é a prova concreta. Qual é? Não existe. Eduardo Cunha é deposto da presidência da Câmara, cassado o mandato, e sempre aparece uma coisa posterior pra tirar o foco e centralizar no PT. Queria ver se o MPF tem essa determinação com as coisas de Cunha, a mulher dele, Sérgio Machado. Será que esses procuradores não têm a coragem de fazer esse enfrentamento? Por que essa perseguição ao PT? Isso me deixa indignado", disse. 

Notícias relacionadas