Política

"Construíram uma mentira", diz Lula após denúncia do MPF na Lava Jato

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva convocou uma coletiva de imprensa nesta quinta-feira (15), em São Paulo, em resposta à denúncia do Ministério Público Federal (MPF) no âmbito da Operação Lava Jato. [Leia mais...]

[Imagem not found]
Foto : Divulgação

Por Matheus Simoni no dia 15 de Setembro de 2016 ⋅ 15:08

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva convocou uma coletiva de imprensa nesta quinta-feira (15), em São Paulo, em resposta à denúncia do Ministério Público Federal (MPF) no âmbito da Operação Lava Jato. O petista, a mulher dele, Marisa Letícia, e mais seis pessoas foram denunciadas por corrupção ativa, passiva e lavagem de dinheiro no caso envolvendo um apartamento triplex em Guarujá, no litoral de São Paulo.

Em discurso, Lula relembrou sua história política, citando quando venceu as eleições de 2002 e 2006. "Sei de onde eu vim, sei para onde eu vou. Eu sei pra onde eu vou, eu sei quem me ajudou a chegar onde eu cheguei, sei quem quer que eu saia e sei quem quer que eu volte", disse Lula.

O ex-presidente afirmou duvidar que algum partido tenha feito mais que o PT para reforçar as instituições no país, citando investimentos na Polícia Federal, em inteligência policial. Reforçando ter "consciência tranquila" e mantendo o "bom humor", Lula afirmou que a trama só estaria completa com a sua prisão, como se fosse uma "novela".

"Nunca pensei passar por isso. As pessoas prometeram tanto, falaram tanto, escreveram tanto que eu pensei que alguém tivesse algo contra mim. Eu pensei em ir para a China, porque parece que descobriram algo de mim. Eles construíram uma mentira, uma inverdade como se fosse um enredo de uma novela. E está chegando o fim do prazo. Já cassaram o Cunha, elegeram o Temer pelo golpe e cassaram a Dilma. Agora é o fim da novela, tem que acabar com a vida política do Lula", declarou Lula. "Provem uma corrupção minha que eu irei a pé para ser preso", declarou.

Notícias relacionadas