Política

STF nega liminar que suspende a PEC da maioridade penal

A liminar para suspender a votação da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 171/93, que reduz a maioridade penal de 18 para 16 anos foi negada pelo ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Celso de Mello, na noite da última sexta-feira (10).[Leia mais...]

[Imagem not found]
Foto : Agencia Brasil

Por Bárbara Silveira no dia 11 de Julho de 2015 ⋅ 12:05

A liminar para suspender a votação da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 171/93, que reduz a maioridade penal de 18 para 16 anos foi negada pelo ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Celso de Mello, na noite da última sexta-feira (10). Diante da negativa, a decisão passa a depender do plenário da Corte, que pode se reunir apenas depois do recesso do Judiciário, que termina no dia 1º de agosto.

De acordo com informações da Agência Brasil, o pedido foi feito por um grupo de mais de 100 deputados de 14 partidos – PMDB, PSB, PDT, PT, PC do B, PPS, PROS, PSOL, PSDB, PV, DEM, PR, PSC e PTC – que questionam a condução do presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ). Na semana passada, o plenário da Câmara rejeitou a proposta de redução da idade mínima penal. No dia seguinte, segundo parlamentares contrários, outro texto semelhante, somente com algumas alterações, foi colocado em novamente em votação.

Notícias relacionadas