Política

Otto Alencar chama acusação do MPF contra Lula de "ato cênico"

O senador Otto Alencar (PSD-BA) chamou de "ato cênico" a acusação dos promotores do Ministério Público Federal (MPF) do Paraná, contra o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, na última semana. Em entrevista à Rádio Metrópole, na manhã desta segunda-feira (19), Otto disse também que não houve prova uma "contundente". [Leia mais...]

[Imagem not found]
Foto : Valter Campanato/Agência Brasil

Por Camila Tíssia e Matheus Morais no dia 19 de Setembro de 2016 ⋅ 08:42

O senador Otto Alencar (PSD-BA) chamou de "ato cênico" a acusação dos promotores do Ministério Público Federal (MPF) do Paraná, contra o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, na última semana. Em entrevista à Rádio Metrópole, na manhã desta segunda-feira (19), Otto disse também que não houve prova uma "contundente".

"O MPF eu respeito muito e ele já me ajudou muito a não errar. No caso dos promotores de Curitiba, houve uma ato cênico, usando uma delação que não foi aceita. Não estou eximindo o ex-presidnete de culpa. No caso, eles não foram promotores, foram partidários num verdadeiro ato cênico. No caso do Triplex, ele pode ter tido vontade de comparar e não comprou. Dizer que por convicção é uma brincadeira com a lei", declarou.

O Ministério Público Federal denunciou Lula por corrupção passiva e lavagem de dinheiro e o acusa de ter comandado o esquema de corrupção na Petrobras, classificando o petista ainda como "comandante máximo". Além do ex-presidente, foram denunciados o empresário Léo Pinheiro, da construtora OAS, a ex-primeira dama Marisa Letícia, o presidente do Instituto Lula, Paulo Okamotto, além de Paulo Gordilho, Agenor Franklin Magalhães Medeiros, Fábio Hori Yonamine e Roberto Moreira Ferreira. 

Notícias relacionadas

[Bolsonaro anuncia Mandetta para Ministério da Saúde]
Política

Bolsonaro anuncia Mandetta para Ministério da Saúde

Por Matheus Simoni no dia 20 de Novembro de 2018 ⋅ 14:40 em Política

Filiado ao DEM, Mandetta é investigado por suposta fraude em licitação, tráfico de influência e caixa dois na implementação de um sistema de informatização da saúde em Ca...