Política

Renato Janine avalia nova e velha política: "PT e PSDB se esgotaram"

Para ele, os dois maiores partidos brasileiros, PT e PSDB, que já tiveram domínio politico, já não têm a mesma força de antes. Outro fator de mudança é a intolerância do brasileiro de como a politica vem tomando rumo. [Leia mais...]

[Imagem not found]
Foto : Reprodução / Brasilianas.org

Por Milene Rios e Matheus Morais no dia 20 de Setembro de 2016 ⋅ 08:31

O professor e ex-ministro da Educação, Renato Janine Ribeiro, fez uma análise entre a nova e a velha política que é feita no Brasil. Famoso por suas aulas de ética e filosofia política na USP, o escritor avaliou, em entrevista à Rádio Metrópole, nesta terça-feira (20), o atual momento do país, no contexto social e político. Para ele, os dois maiores partidos brasileiros, PT e PSDB, que já tiveram domínio politico, já não têm a mesma força de antes. Outro fator de mudança é a intolerância do brasileiro de como a politica vem tomando rumo.  

“Por um lado há um descontentamento da sociedade com a política da maneira como ela é feita, corrupção, nepotismo, etc. O momento atual parece ser o momento que os velhos políticos ganharam mais força que antes. Depois de dois partidos mais modernos se esgotarem, o PT e o PSDB, voltou ao poder um partido que não ganha eleição, o PMDB. Aquilo que surge de pujante na vida social, protestos, etc... não resulta na vida política do parlamento, por exemplo”, ressaltou Renato. 

O professor acredita que mesmo com a vontade de mudança do brasileiro, a justiça vem cumprindo o seu papel de penalizar. “Na Itália o tiro saiu pela culatra, no lugar da velha corrupção, entrou a nova corrupção da TV, do partido do Silvio Berlusconhi, a sociedade tem mais tendência. Aqui, quem está fazendo a limpa é Sergio Moro e Joaquim Barbosa, do que a própria sociedade se organizar para combater a corrupção. Nós gostamos de nos imaginar como pessoas afetuosas, cordiais e esperamos que venham pessoas chatas, de cara fechada para nos salvar. O Brasileiro adora isso”, avaliou Janine. 

Notícias relacionadas

[‘O Estado brasileiro matou Marielle’, afirma viúva da vereadora]
Política

‘O Estado brasileiro matou Marielle’, afirma viúva da vereadora

Por Matheus Simoni e Alexandre Galvão no dia 18 de Dezembro de 2018 ⋅ 09:10 em Política

"A política não aceita uma mulher preta, favelada, lésbica. Esse contexto é dramático é pode colocar outras vidas em risco”, declarou ela, em entrevista a Mário Kertész