Política

MPF diz que Eike Batista pagou US$ 2,35 milhões ao PT a pedido de Mantega

O Ministério Público Federal (MPF) afirmou que o empresário Eike Batista teria pago US$ 2,35 milhões ao PT a pedido do ex-ministro da Fazenda Guido Mantega. A afirmação foi dada nesta quinta-feira (22), após ser deflagrada a 34ª fase da Operação Lava Jato. [Leia mais...]

[Imagem not found]
Foto : Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil

Por Matheus Simoni no dia 22 de Setembro de 2016 ⋅ 11:02

O Ministério Público Federal (MPF) afirmou que o empresário Eike Batista teria pago US$ 2,35 milhões ao PT a pedido do ex-ministro da Fazenda Guido Mantega. A afirmação foi dada nesta quinta-feira (22), após ser deflagrada a 34ª fase da Operação Lava Jato.

Segundo o MPF, à época, a quantia era equivalente a cerca de R$ 4,7 milhões. Esta fase da Lava Jato investiga a contratação, pela Petrobras, de empresas para a construção de duas plataformas de exploração de petróleo na camada do pré-sal, chamadas Floating Storage Offloanding (FSPO´s). Guido Mantega foi preso na manhã desta quinta-feira, em São Paulo.

Ainda de acordo com o MPF, Eike Batista, ex-presidente do Conselho de Administração da OSX, disse em depoimento ter recebido no dia 1º de novembro de 2012 "pedido de um então ministro e presidente do Conselho de Administração da Petrobras" - Mantega - para que fizesse um pagamento de R$ 5 milhões, no interesse do Partido dos Trabalhadores (PT).

"Para operacionalizar o repasse da quantia, o executivo da OSX foi procurado e firmou contrato ideologicamente falso com empresa ligada a publicitários já denunciados na Operação Lava Jato por disponibilizarem seus serviços para a lavagem de dinheiro oriundo de crimes. Após uma primeira tentativa frustrada de repasse em dezembro de 2012, em 19/04/2013 foi realizada transferência de US$ 2.350.000,00, no exterior, entre contas de Eike Batista e dos publicitários", afirma o órgão.

Notícias relacionadas