Política

Bacelar diz que PTN quer eleger seis vereadores: "Acredito que é possível"

Questionado sobre a tentativa de refazer a bancada de vereadores, o deputado disse que atua para eleger seis nomes. "Acredito que é possível. Há aí uns seguidores de Madame Beatriz e Aritana de Oxóssi, que dizem que já fizeram 38 vereadores da Câmara, então nem precisa fazer eleição. Estamos trabalhando para seis vereadores. É o que a gente quer e espera, que esse trabalho que a gente tem nos bairros que isso se traduza em votos", disse ao Metro1. [Leia mais...]

[Imagem not found]
Foto : Agência Brasil

Por Gabriel Nascimento e Matheus Morais no dia 22 de Setembro de 2016 ⋅ 16:19

O deputado federal e presidente do PTN na Bahia, João Carlos Bacelar, esteve na passeata contra as ações do governo de Michel Temer (PMDB), no Centro de Salvador, nesta quinta-feira (22), e fez questão de demonstrar o seu apoio ao PT. Vestido de vermelho, Bacelar declarou: "É questão de estética. Cristão novo a devoção é maior".

Questionado sobre a tentativa de refazer a bancada de vereadores, o deputado disse que atua para eleger seis nomes. "Acredito que é possível. Há aí uns seguidores de Madame Beatriz e Aritana de Oxóssi, que dizem que já fizeram 38 vereadores da Câmara, então nem precisa fazer eleição. Estamos trabalhando para seis vereadores. É o que a gente quer e espera, que esse trabalho que a gente tem nos bairros que isso se traduza em votos", disse ao Metro1.

O deputado aproveitou para criticar o modelo das eleições municipais neste ano. "É um modelo que privilegia, infelizmente, quem tem dinheiro e quem tem poder. Isso tá exigindo de Salvador que a militância volte as ruas, que a criatividade popular volte às ruas, vamos enfrentar, vai ter segundo turno em Salvador", concluiu.

Notícias relacionadas

[Procuradoria eleitoral pede cassação de Doria]
Política

Procuradoria eleitoral pede cassação de Doria

Por Alexandre Galvão no dia 19 de Dezembro de 2018 ⋅ 07:40 em Política

Os procuradores calculam que a Prefeitura gastou R$ 52,5 milhões em propaganda no primeiro semestre desta ano, 79% a mais do que a média dos primeiros semestres de 2015