Política

Célia Sacramento dispara: 'se souberem que sou candidata, vão votar em mim'

A candidata à Prefeitura de Salvador pelo PPL, Célia Sacramento, reclamou do horário do debate organizado pela TV Itapoan - Rede Record neste domingo (25), na sede da emissora, na Federação. Em entrevista ao Metro1, ela lamentou que a transmissão fosse às 22h45 já que, segundo ela, a população não poderia saber que estava concorrendo ao cargo de prefeita.[Leia mais...]

[Imagem not found]
Foto : Tácio Moreira/Metropress

Por Matheus Simoni e Matheus Morais no dia 25 de Setembro de 2016 ⋅ 22:14

A candidata à Prefeitura de Salvador pelo PPL, Célia Sacramento, reclamou do horário do debate organizado pela TV Itapoan - Rede Record neste domingo (25), na sede da emissora, na Federação. Em entrevista ao Metro1, ela lamentou que a transmissão fosse às 22h45 já que, segundo ela, a população não poderia saber que estava concorrendo ao cargo de prefeita.

"O debate é sempre o momento de divulgação dos nossos projetos. Nós candidatos precisamos muito desse debate. A população soteropolitana, uma hora dessa tá dormindo, mas amanhã vai ficar sabendo do debate. Vocês sabem que o horário do debate é muito tarde, né?", disse ela.

Ainda segundo Célia, que é a atual vice-prefeita, o debate também serve para anunciar as propostas em seu governo, mesmo com o pouco tempo disponível para realizar propaganda. "Muitas pessoas não sabiam que eu estava candidata, afinal de contas, vocês da mídia sabem quem eu só passei a ser candidata a partir do momento que o prefeito ACM Neto, em cima da hora, faltando um dia para a convenção me avisou que eu não ia mais ser a vice", declarou.

Questionada pelo Metro1 sobre a existência de alguma mágoa por parte dela para com o democrata, a candidata declarou que sempre tratou o prefeito com respeito, mesmo com o alerta feito por pessoas próximas a ela antes a aliança ser consumada. De acordo com Célia Sacramento, seus correligionários alertaram sobre o "DNA" de ACM Neto. "Mágoa não, ele teve a atitude dele lá, é um problema dele. Tratei ele cordialmente com a minha educação doméstica. Na minha educação, devemos ser sempre transparentes com as pessoas. Não podemos agir com atos que não sejam de atitude. É um ato particular dele. As pessoas sempre disseram. Quando resolvi fazer aliança com o prefeito ACM Neto, elas disseram: cuidado com o DNA, ele vai lhe apunhalar pelas costas e vai lhe trair. Sempre me disseram isso. Não quis dar atenção aos ouvidos das pessoas, preferi ir até o final", disse ela, demonstrando confiança no voto da população de Salvador.

"Se a população soteropolitana ficar sabendo que eu sou candidata, vai votar. E esse debate é uma grande oportunidade de fazer essa divulgação", finalizou.

Notícias relacionadas

[Dodge pede mais 60 dias para investigação sobre Aécio]
Política

Dodge pede mais 60 dias para investigação sobre Aécio

Por Marina Hortélio no dia 16 de Novembro de 2018 ⋅ 16:00 em Política

Inquérito que investiga o senador por suposto recebimento de valores indevidos pela Construtora Norberto Odebrecht para a campanha eleitoral de 2014

[Moro pede exoneração do cargo de juiz ]
Política

Moro pede exoneração do cargo de juiz 

Por Alexandre Galvão no dia 16 de Novembro de 2018 ⋅ 13:33 em Política

No documento, o futuro ministro da Justiça alegou que é notório o convite e aceite para a assumir a pasta em 2019