Política

Polícia Federal afirma que havia risco de Guido Mantega fugir do Brasil

Preso na última semana durante a 34ª fase da Operação Lava Jato, o ex-ministro da Fazenda Guido Mantega poderia ter fugido do Brasil. A informação foi divulgada pela Polícia Federal, que diz ter identificado o risco entre setembro e outubro. [Leia mais...]

[Imagem not found]
Foto : Agência Brasil

Por Gabriel Nascimento no dia 29 de Setembro de 2016 ⋅ 09:39

Preso na última semana durante a 34ª fase da Operação Lava Jato, o ex-ministro da Fazenda Guido Mantega poderia ter fugido do Brasil. A informação foi divulgada pela Polícia Federal, que diz ter identificado o risco entre setembro e outubro. De acordo com o jornal Folha de S. Paulo, investigadores dizem que Mantega e a esposa, Eliane Berger, tinham passagens compradas para Paris, com embarque marcado para a última sexta-feira (23), um dia após a prisão.

Ainda segundo a PF, o ex-ministro remarcou a viagem para o dia 8 de outubro, com volta prevista para o dia 15. O advogado do ex-ministro, José Roberto Batochio, negou que ele tivesse reserva para o dia seguinte à operação, no entanto, confirmou os planos de viagem do casal. Ele informou ainda que, Mantega desistiu da viagem devido a gravidade do estado de saúde da esposa — em tratamento contra um câncer.

"Isso é uma sórdida invencionice. A PF e os procuradores sabem que a prisão pegou muito mal e estão fazendo misérias para convencer a população de que não cometeram ilegalidade. Querem justificar o injustificável. Mantega tem residência aqui, é professor na Fundação Getúlio Vargas, enfim, isso é um absurdo", finalizou. Mantega foi solto pelo juiz Sérgio Moro no mesmo dia da detenção.

 

Notícias relacionadas