Política

Antônio Palocci e Marcelo Odebrecht estão presos em alas diferentes em Curitiba

De acordo com o jornal Folha de S. Paulo, o empreiteiro Marcelo Odebrecht e o ex-ministro da Fazenda Antonio Palocci estão presos em alas diferentes na Superintendência da Polícia Federal na cidade de Curitiba (PR), sem poder manter nenhum tipo de contato ou comunicação. [Leia mais...]

[Imagem not found]
Foto : Agência Brasil

Por Matheus Morais no dia 30 de Setembro de 2016 ⋅ 08:49

De acordo com o jornal Folha de S. Paulo, o empreiteiro Marcelo Odebrecht e o ex-ministro da Fazenda Antonio Palocci estão presos em alas diferentes na Superintendência da Polícia Federal na cidade de Curitiba (PR), sem poder manter nenhum tipo de contato ou comunicação. A publicação afirmou ainda que Palocci 
permanece a maior parte do tempo calado e responde apenas a algumas perguntas de seus companheiros de cela. 

Palocci é suspeito de ter gerenciado o repasse entre R$ 128 milhões de propinas da Odebrecht para o PT e de privilegiar interesses da empresa junto ao governo. De acordo com Folha, os dois compartilhavam interesses e se viam de forma regular. Palocci está na ala 2, onde estão seu ex-assessor Branislav Kontic; seu ex-chefe de gabinete Juscelino Dourado; o sócio da empreiteira OAS Léo Pinheiro; o executivo da Odebrecht Luis Eduardo Rocha Soares; e Olívio Rodrigues, que é ligado à empreiteira. Já Marcelo está na ala um, onde estão também o doleiro Alberto Yousseff e o ex-deputado Pedro Corrêa, delatores da Lava Jato. 

Notícias relacionadas

[Temer assina decreto de extradição de Cesare Battisti]
Política

Temer assina decreto de extradição de Cesare Battisti

Por Matheus Simoni no dia 14 de Dezembro de 2018 ⋅ 16:54 em Política

Condenado por quatro homicídios na Itália na década de 1970, Battisti estava no Brasil e encontra-se foragido da justiça, segundo a Polícia Federal

[Bolsonaro quer anunciar revisão de acordo do Mercosul]
Política

Bolsonaro quer anunciar revisão de acordo do Mercosul

Por Matheus Simoni no dia 14 de Dezembro de 2018 ⋅ 13:20 em Política

O evento na Suíça servirá para Bolsonaro fazer uma defesa enfática da aprovação de uma reforma previdenciária, ressaltando que será a sua primeira medida estruturante