Política

MPF pede prisão de Palocci por tempo indeterminado; Moro vai decidir

A prisão temporária do ex-ministro Antônio Palocci vence nessa sexta-feira (30). Um pedido do Ministério Público Federal (MPF) pode prorrogar o tempo de reclusão "por tempo indeterminado" [Leia mais...]

[Imagem not found]
Foto : Reprodução/G1

Por Bárbara Silveira no dia 30 de Setembro de 2016 ⋅ 15:22

A prisão temporária do ex-ministro Antônio Palocci vence nessa sexta-feira (30), mas um pedido do Ministério Público Federal (MPF) pode prorrogar o tempo de reclusão "por tempo indeterminado". O entendimento do MPF para o ex-secretário da Casa Civil Juscelino Antônio, é diferente e ele pode ser colocado em liberdade, com medidas cautelares. Agora cabe ao juiz Sérgio Moro julgar a questão.

Eles foram presos durante a 35ª fase da Operação Lava Jato, suspeitos de agir em favor da empresa Odebrecht junto ao governo federal. “Há indicativos de que os investigados tenham atuado para ocultar elementos probatórios úteis à investigação”, afirmam os procuradores da força-tarefa. Para o MPF, a prisão preventiva de Palocci é necessária para assegurar a "ordem pública".

“Foram constatadas que diversas estações de trabalhos na empresa estavam plenamente equipadas, à exceção dos gabinetes dos computadores, o que pode indicar que tenham sido até mesmo destruídos ou colocados fora do alcance da Polícia Federal”, afirmou o delegado federal Filipe Hille Pace.

Notícias relacionadas