Política

"Rui Costa é o grande derrotado desta eleição", diz ACM Neto

O prefeito reeleito ACM Neto (DEM) classificou a vitória nas urnas em Salvador como um "resultado histórico". Em entrevista exclusiva à Rádio Metrópole após o final da apuração, o democrata afirmou que a sua reeleição representou a derrota do governador do Estado, Rui Costa (PT). [Leia mais...]

[Imagem not found]
Foto : Tácio Moreira/Metropress

Por Gabriel Nascimento, Matheus Simoni e Matheus Morais no dia 02 de Outubro de 2016 ⋅ 19:25

O prefeito reeleito ACM Neto (DEM) classificou a vitória nas urnas em Salvador como um "resultado histórico". Em entrevista exclusiva à Rádio Metrópole, a primeira depois de ser reeleito, após o final da apuração, o democrata afirmou que o seu triunfo representou a derrota do governador do Estado, Rui Costa (PT).

"O ataque acabou não surtindo resultado, é um resultado histórico. Nunca houve nada parecido, quem pode responder os motivos é o lado de lá, acabei de declarar, não quero ter nenhuma dificuldade com o governador. Vou buscar uma relação de respeito, diálogo, respeitado o lugar dele, mas não posso deixar de registrar: Rui Costa é grande derrotado dessa eleição", afirmou Neto.

Sem querer fazer previsões sobre as eleições estaduais em 2018, Neto declarou que seu único foco é seguir na Prefeitura durante o segundo mandato. "Meu foco é apenas janeiro de 2017, é fazer uma grande prefeitura para Salvador, torcer para que os aliados façam uma grande prefeitura [nos seus municípios], é claro, esse é o foco", disse Neto, sem deixar de criticar o governador Rui Costa.

"Acho que o governador tem que mudar a postura, as urnas deram recado para ele, ele não pode ficar indisposto a trabalhar com os prefeitos eleitos hoje. Ele vai ter que demonstrar essa disposição, não quero confronto, não acho que vai ser o desejo da população. Os nossos prefeitos vão buscar uma relação construtiva, desde que Rui respeite o resultado das urnas", finalizou.

Notícias relacionadas

[Procuradoria eleitoral pede cassação de Doria]
Política

Procuradoria eleitoral pede cassação de Doria

Por Alexandre Galvão no dia 19 de Dezembro de 2018 ⋅ 07:40 em Política

Os procuradores calculam que a Prefeitura gastou R$ 52,5 milhões em propaganda no primeiro semestre desta ano, 79% a mais do que a média dos primeiros semestres de 2015