Política

"Continuarei sendo o governador de toda a Bahia", destaca Rui após eleição

Após o pleito deste domingo (2), Rui Costa (PT) destacou a importância da parceria dos municípios com o estado para o desenvolvimento da Bahia. “Independentemente dos resultados, continuarei sendo o governador de toda a Bahia, portanto estarei sempre aberto a novas parcerias com os prefeitos eleitos. Seguirei em ritmo acelerado de trabalho em todo o estado”, afirmou o governador. [Leia mais...]

[Imagem not found]
Foto : Tácio Moreira / Metropress

Por Camila Tíssia no dia 02 de Outubro de 2016 ⋅ 21:22

Após o pleito deste domingo (2), Rui Costa (PT) destacou a importância da parceria dos municípios com o estado para o desenvolvimento da Bahia. “Independentemente dos resultados, continuarei sendo o governador de toda a Bahia, portanto estarei sempre aberto a novas parcerias com os prefeitos eleitos. Seguirei em ritmo acelerado de trabalho em todo o estado”, afirmou o governador. 

O petista falou também que, o importante, a partir de agora, é desenvolver os projetos que têm como objetivo melhorar a vida dos baianos que mais precisam. "Juntos, Governo e Prefeituras podem garantir a realização desses projetos, gerando emprego e renda em todos os municípios", pontuou. 

Rui, que está à frente do Governo do Estado desde janeiro de 2015, disse ainda que assegurou o "clima de paz" para as eleições nos 417 municípios baianos. "Os baianos exerceram sua cidadania e a vontade das urnas têm que ser respeitada. O Governo continuará de portas abertas para as Prefeituras que quiserem trabalhar pelo desenvolvimento da Bahia, sem retaliação a gestores que não fazem parte da nossa base. Agora temos que garantir a continuidade da convivência harmônica na nossa sociedade democrática de direito. As diferenças políticas devem ser respeitadas e o trabalho em prol dos baianos deve ser a prioridade de todos", completou. 

Notícias relacionadas

[Bolsonaro será diplomado nesta segunda]
Política

Bolsonaro será diplomado nesta segunda

Por Alexandre Galvão no dia 09 de Dezembro de 2018 ⋅ 17:00 em Política

Os diplomas são assinados pela presidente do TSE, ministra Rosa Weber, que abre a sessão solene e indica dois ministros para conduzirem os eleitos ao plenário