Política

Geddel comemora vitória de Neto e cita erros da oposição: “Equívoco do discurso”

Ministro chefe da Secretaria de Governo na gestão de Michel Temer (PMDB), Geddel Vieira Lima (PMDB) avaliou, em entrevista à Rádio Metrópole nessa segunda-feira (3), a vitória de ACM Neto (DEM) em Salvador.Ao falar da vitória “expressiva” de Neto, Geddeldestacou os erros dos candidatos de oposição na disputa [Leia mais...]

[Imagem not found]
Foto : Tácio Moreira/Metropress

Por Bárbara Silveira no dia 03 de Outubro de 2016 ⋅ 08:46

Ministro chefe da Secretaria de Governo na gestão de Michel Temer (PMDB), Geddel Vieira Lima (PMDB) avaliou, em entrevista à Rádio Metrópole nessa segunda-feira (3), a vitória de ACM Neto (DEM) em Salvador.  Ao falar da vitória “expressiva” de Neto, Geddel  destacou os erros dos candidatos de oposição na disputa.

“O prefeito de Salvador teve uma vitória expressiva por seus méritos, pela administração que fez. Mas ai também eu te digo que pelo equívoco do discurso dos que lhe opuseram. Fica claro que o povo de Salvador não misturam as coisas, fica claro que esse discurso que foi golpe é uma ficção do ponto de vista eleitoral”, disse. 

Segundo o ministro, a diminuição da representatividade do Partido dos Trabalhadores do estado é inegável. “Contra fatos não há argumentos, se você pegar as 10 maiores cidades da Bahia, o Partido dos Trabalhadores  não elegeu um prefeito, foi uma queda muito significativa que mostra o grave momento que atravessam no Brasil e na Bahia. Os números mostram de forma incontestável e eu atribuo a esse discurso de raiva. O povo mostrou que quer em Salvador é gestão, é qualificação da administração de maneira que sinta que seus interesses estão sendo atendidos. E isso, inquestionavelmente, o prefeito ACM Neto trouxe avanços sobretudo quando comparado com a administração passada cujo o ex-prefeito sequer conseguiu um cargo de vereador”, afirmou. 

Sobre a participação do PMDB nas eleições municipais, Geddel falou dos 48 prefeitos do partido que foram eleitos. “Mais que na eleição passada. Temos a eleição de Vitória da Conquista. O conjunto dos partidos que hoje se aglutinam em torno de uma proposta diversa daqueles que comandam o governo do estado saíram vitoriosos. Mas isso se encaixa dentro da mesma análise, significa fortalecimento para 2018? Significa que nesse momento o discurso dessas forças é visto pela população com mais simpatia dos do que detém o poder no governo do estado. Camaçari, Feira de Santana, Conquista deixamos de ganhar por muito pouco, por equívoco de estratégia de campanha, mas acho que recompõe agora no segundo turno”, finalizou. 

 

Notícias relacionadas

[Temer assina decreto de extradição de Cesare Battisti]
Política

Temer assina decreto de extradição de Cesare Battisti

Por Matheus Simoni no dia 14 de Dezembro de 2018 ⋅ 16:54 em Política

Condenado por quatro homicídios na Itália na década de 1970, Battisti estava no Brasil e encontra-se foragido da justiça, segundo a Polícia Federal