Política

"Otimista" sobre aprovação da PEC, diz Geddel Vieira Lima

O ministro da Secretaria de Governo, Geddel Vieira Lima (PMDB), falou em entrevista à Rádio Metrópole, na tarde desta segunda-feira (10), durante o Jornal da Cidade 2ª Edição, sobre a votação da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) que limita o aumento dos gastos públicos. Segundo o peemedebista, ele está "otimista" para a aprovação da PEC. [Leia mais...]

[Imagem not found]
Foto : Valter Campanato/ Agência Brasil

Por Jessica Galvão no dia 10 de Outubro de 2016 ⋅ 17:55

O ministro da Secretaria de Governo, Geddel Vieira Lima (PMDB), falou em entrevista à Rádio Metrópole, na tarde desta segunda-feira (10), durante o Jornal da Cidade 2ª Edição, sobre a votação da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) que limita o aumento dos gastos públicos. Segundo o peemedebista, ele está "otimista" para a aprovação da PEC.

"Eu acho que hoje, o Brasil vai dar um importante passo, nessa linha de sinalizar para os mercados internacionais, para o mercado nacional de que temos uma política clara, um rumo, e a partir daí, atrair novos investimentos. Sobretudo, sinalizar que a dívida pública pode entrar num rítmo de queda permitindo que o Banco Central comece analisar a perspectiva de baixar juros via Selic também. Há sinais que nós já temos de projeções de juros, por parte do mercado para frente , elas já são favoráveis. E isso é muito importante para o primeiro passo para a gente começar, retomando essa confiança, pra voltar a economia e gerar empregos. A partir daí, aprovar no segundo turno na Câmara, ainda tem um longo caminho, depois no Senado e seguir para a reforma da Previdência, tão necessária também ao Brasil", disse.

Notícias relacionadas

[Governo prepara MP para recadastrar armas irregulares]
Política

Governo prepara MP para recadastrar armas irregulares

Por Juliana Rodrigues no dia 16 de Janeiro de 2019 ⋅ 08:00 em Política

Ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, negou que a medida seja uma forma de anistia: "No governo do PT ninguém nunca chamou de anistia, por que vai chamar no governo do...

[Decreto da arma ignorou sete sugestões de Moro, diz coluna]
Política

Decreto da arma ignorou sete sugestões de Moro, diz coluna

Por Clara Rellstab no dia 16 de Janeiro de 2019 ⋅ 06:49 em Política

A sugestão de Moro era mais restritiva: previa a posse para duas armas, e não quatro; não prolongava automaticamente registros já concedidos para dez anos e exigia a comp...