Política

"Discurso mentiroso", diz Arthur Maia sobre críticas da esquerda à PEC 241

O deputado federal Arthur Maia (PPS), defensor da aprovação da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) que estabelece um teto para o aumento dos gastos públicos pelos próximos 20 anos, falou à Rádio Metrópole que a medida é "inexorável" e que a oposição é uma "máfia" que deixou "mais de 12 milhões de desempregados". [Leia mais...]

[Imagem not found]
Foto : Reprodução/Facebook

Por Luiza Leão no dia 10 de Outubro de 2016 ⋅ 18:32

O deputado federal Arthur Maia (PPS), defensor da aprovação da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) que estabelece um teto para o aumento dos gastos públicos pelos próximos 20 anos, falou à Rádio Metrópole nesta segunda-feira (10) que a medida é "inexorável" e que a oposição é uma "máfia" que deixou "mais de 12 milhões de desempregados".

Segundo o deputado, a oposição "quebrou" o país. Sobre as críticas da esquerda de que os recursos em saúde e educação serão diminuídos com a redução do orçamento caso a PEC seja aprovada, retrucou: "discurso demagógico e mentiroso".

A emenda, que deve ser votada em primeiro turno ainda esta semana, foi avaliada por Maia como uma das "mais importantes que acontecem no Congresso Nacional".

Leia também: Deputado avalia impacto da PEC: 'país não engole essa conversa de golpe'

Notícias relacionadas