Política

"Vão querer saber se Temer está com medo da delação de Cunha", diz Cantanhêde

O ex-presidente da Câmara e deputado cassado Eduardo Cunha (PMDB) foi preso nessa quarta-feira (19), em Brasília, pela Polícia Federal (PF). Com isso, o presidente da República, Michel Temer, antecipou o embarque de volta ao Brasil. Segundo a assessoria da Presidência, ele estava em Tóquio, no Japão. A comentarista da Rádio Metrópole e colunista do Estadão, Eliane Cantanhêde, comentou o assunto durante entrevista a Mário Kertész, nesta quinta-feira (20). [Leia mais...]

[Imagem not found]
Foto : Marcelo Camargo / Agência Brasil

Por Camila Tíssia e Matheus Morais no dia 20 de Outubro de 2016 ⋅ 09:37

O ex-presidente da Câmara e deputado cassado Eduardo Cunha (PMDB) foi preso nessa quarta-feira (19), em Brasília, pela Polícia Federal (PF). Com isso, o presidente da República, Michel Temer, antecipou o embarque de volta ao Brasil. Segundo a assessoria da Presidência, ele estava em Tóquio, no Japão. A comentarista da Rádio Metrópole e colunista do Estadão, Eliane Cantanhêde, comentou o assunto durante entrevista a Mário Kertész, nesta quinta-feira (20). 

"Estava prevista a chegada do Michel Temer hoje de manhã. Ele vai chegar falando do Japão, do clima de lá, da PEC, mas todo mundo só vai querer saber se ele está com medo da delação de Cunha", disse. 

A jornalista falou também que Moreira Franco, sogro do atual presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM) é um dos alvos de Eduardo Cunha. 

"Ele [Maia] tem um tique nervoso de mexer a cabeça, sempre descomposto, um terno surrado, uma gravata fora do lugar. Ele é todo bem casadinho, tem quatro filhos. Essa imagem de um pouco tímido, de falar pouco, pode ajudar um pouco e dizer assim, nem todos são iguais", pontuou. 

Notícias relacionadas

[Operação da Polícia Federal prende prefeito de Mauá]
Política

Operação da Polícia Federal prende prefeito de Mauá

Por Alexandre Galvão no dia 13 de Dezembro de 2018 ⋅ 09:00 em Política

A investigação é um desdobramento da Operação Prato Feito, que investigava o desvio de recursos públicos em diversas cidades na merenda escolar.